20º Contingente da Operação de Paz no Líbano conclui preparação para ingresso na missão

20º Contingente da Operação de Paz no Líbano conclui preparação para ingresso na missão

Nesta sexta-feira (10), foi finalizada a preparação do grupo de sete militares que vão participar de Operação de Paz no Líbano. Esse grupo integra o 20º Contingente Força Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM – UNIFIL), primeira Operação de Paz marítima da Organização das Nações Unidas, na costa de Damasco. O grupo se capacitou em três etapas: no Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Carvalho (CIASC) e, por fim, no Ministério da Defesa.

Esta última foi formada por um ciclo de palestras com temas relacionados a Operações de Paz, estrutura geral da ONU, Direito Internacional, História do Líbano e atual conjuntura. Seis dos sete militares servem no Rio de Janeiro e acompanharam as exposições por videoconferência. O Chefe de Estado Maior da FTM, Capitão de Fragata Sandro Monteiro, acompanhou in loco. Foi uma semana de tomada de conhecimentos, ministrados por oficiais e participantes externos, oriundos do Ministério da Relações Exteriores, da Justiça Militar da União e do Ministério da Defesa.

O evento foi encerrado na manhã desta sexta-feira (10) com a participação do General Rolemberg Cunha, Subchefe de Operações de Paz. Ele desejou uma boa sorte ao grupo que parte dia 31 de julho. “Acredito que os senhores estão plenamente preparados para essa missão. Lembro ainda que essa missão extrapola a Força Naval, da qual vocês fazem parte, é uma missão do Brasil. Então o Ministério da Defesa conta com a dedicação e profissionalismo de vocês, que representam o país em um organismo internacional”, saudou o General.

Esses militares vão desempenhar funções de assessoramento ao Contra-Almirante Sergio Renato Berna Salgueirinho, Comandante da FTM Unifil. A operação será totalmente no mar, o Contingente ficará a bordo do navio Fragata Independência, navio de guerra da Marinha do Brasil atracado na costa libanesa desde abril.

A Capitã de Fragata Ana Luíza Leonel de Souza, é a única mulher da equipe. Há 25 anos na Marinha do Brasil, ela embarca pela segunda vez para essa missão, sendo a terceira integrante feminina a participar da FTM e a primeira do corpo de intendência.

“A minha expectativa é a de novo aprendizado, tanto na parte operacional como culturalmente, porque a gente já viu que uma missão nunca é igual a outra. A Marinha vem investindo muito na participação de mulheres, ampliando seu escopo em diversas áreas e vejo isso de forma muito positiva”, disse.

Ana Luíza esteve também no 18º Contingente, que atuou em 2019. Ela conta que participar de Operação de Paz foi sua melhor experiência. Como na primeira vez, a militar vai atuar na Assistência oficial de inteligência, realizando o assessoramento ao Almirante no que concerne a informações da conjuntura do Oriente Médio na parte econômica.

O General Rolemberg Cunha afirma ser um grande orgulho para o país participar de uma missão como essa. “Nós estamos participando de uma missão pioneira da ONU. Isso tem dois reflexos: primeiro, a responsabilidade que recai sobre esses homens, no seu desempenho lá. E o segundo: a satisfação, prazer e orgulho do Brasil estar desenvolvendo essa missão junto a ONU”, ressaltou.

A Unifil
A UNIFIL foi criada em 1978, com o propósito de manter a estabilidade na região, desde a retirada das tropas israelenses do território libanês. Possui um contingente militar de cerca de 10 mil homens e mulheres de mais de 40 países, dentre eles, o Brasil.

A FTM-UNIFIL existe desde 2006. Atende à Resolução 1701 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, por solicitação do Governo libanês. Tem a singularidade de ser a única missão de paz da Organização das Nações Unidas de caráter naval. Desde fevereiro de 2011, a FTM-UNIFIL iniciou o comando sob responsabilidade brasileira e, atualmente, a missão possui cerca de 780 militares da Marinha, entre brasileiros e estrangeiros.

Por Mariana Alvarenga
Foto Antônio Oliveira

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *