Warning: mysqli_set_charset(): Error executing query in /var/www/html/folhamilitaronline.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 792

A emoo do primeiro voo solo no Super Tucano

Conhea a histria do Aspirante Jiquilin, que est fazendo curso no Esquadro Joker para se tornar piloto de caa

s 15h 20min do dia 15 de abril mais uma decolagem de A-29 Super Tucano foi autorizada pela torre de controle da Base Area de Natal (BANT). Para o piloto daquele voo, porm, aquela no foi apenas mais uma decolagem. Meu primeiro voo solo no A-29 foi o melhor voo que j realizei, ele representou mais um passo em busca do meu objetivo, um importante passo, afirma o Aspirante Aviador Vtor Jiquilin Carvalho.

EMOCAO 1Todos os aspirantes aviadores, aps conclurem sua formao na Academia da Fora Area (AFA), seguem para Natal, no Rio Grande do Norte.Para se tornar um piloto de caa da Fora Area Brasileira (FAB), elesintegram o Esquadro Joker (2/5GAV) e passam por um ano de instrues, durante o Curso de Especializao Operacional da Aviao de Caa (CEO-CA 2015). L, as primeiras trs semanas so de aulas tericas sobre a aeronave e, em seguida, comeam as misses no simulador. Aps cinco voos simulados e seis voos reais na companhia de instrutores, aproximadamente, hora do primeiro voo solo no caa Super Tucano.

EMOCAO 2

Entre os 35 estagirios de 2015 do Joker, dois deles da Fora Area Portuguesa, o Aspirante Jiquilin foi o primeiro a realizar seu voo solo, por ter conseguido um desempenho mais estvel nas outras etapas. Todas as dificuldades pelas quais passei at hoje ficam muito pequenas perto da satisfao de ter decolado sozinho em uma aeronave de caa, ser capaz de realizar uma misso a bordo dela e traz-la em segurana para o solo, afirma o aviador.

EMOCAO 3Paulista de Ribeiro Preto, o Aspirante Jiquilin, de 21 anos, comeou sua carreira j em 2007, quando prestou concurso para a Escola Preparatria de Cadetes do Ar (EPCAR). Ele conta que, desde criana, se interessa por avies, mas que o sonho comeou quando foi morar, aos dez anos, em Pirassununga cidade bero da AFA. Quando conheci a Academia, me apaixonei de vez pela aviao e pela vida militar.Meu pai foi mdico do Exrcito e me falava com muito entusiasmo sobre as Foras Armadas. Desde ento, sempre tive certeza de que queria ser piloto de caa, relembra o Aspirante.

A rotina no Joker no difere muito da vida de cadete, em relao quantidade de atividades e dedicao exigida. A diferena que a responsabilidade maior, explica o futuro caador. Em poca de voo, por exemplo, os estagirios precisam chegar ao Esquadro por volta de 4h da manh. Instrutor do curso, o Tenente Aviador Pedro Henrique Borges Viera prefere dizer que a rotina tem hora para comear, mas no para terminar. Ser piloto de caa requer conhecimentos tericos e grande capacidade operacional, e h muita informao a ser assimilada durante o ano de curso, diz o Tenente Vieira.

Para os jovens que sonham em fazer seu voo solo em uma aeronave de caa da FAB, o Aspirante Jiquilin aconselha: “Persistam nos seus objetivos. Sem dvida, valerama pena todo sangue, suor e lgrimas que deixei pelo caminho, afirma.

(CECOMSAER/ FM)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *