A mais autêntica homenagem prestada a grandes vultos da Pátria é manter viva a lembrança de seus feitos.

Curitiba (PR) – Na manhã de 12 de abril, o 5º Batalhão de Suprimento (5º B Sup) realizou, no “Aquartelamento da Ponte Preta”, a solenidade comemorativa ao Dia da Intendência, da qual participaram o General de Brigada Aléssio Oliveira da Silva, Comandante da 5ª Região Militar (5ª RM), Comandantes de organizações militares da Guarnição de Curitiba, antigos integrantes do 5º B Sup e o Ex-Combatente da Força Expedicionária Brasileira o Tenente Flávio Costa.

A mais autêntica homenagem que se pode prestar aos grandes vultos da Pátria é manter viva a lembrança de seus feitos, interpretar os acontecimentos de que participaram e recolher os dignos exemplos que nos legaram, tal como os do Marechal Carlos Machado Bitencourt, que se destacou como encarregado da logística nas operações desenvolvidas pelo Exército contra os insurretos de Canudos.

Recém-empossado como Ministro da Guerra, o Marechal Bitencourt interveio pessoalmente na campanha, cujo óbice maior era a ausência de uma cadeia de suprimentos, já que essa falta dificultava o bom desempenho das forças legais. Assim, o militar organizou e sistematizou o transporte de pessoal e material, tornando efetivo e contínuo o fluxo de reabastecimento das tropas, o que possibilitou a derrota dos rebelados. Sua brilhante atuação foi essencial para o resultado do conflito. Por seus feitos, foi escolhido Patrono do Serviço de Intendência.

Nesse diapasão, e enquadrado pela 5ª RM, o 5º B Sup honra as tradições do Serviço de Intendência do Exército Brasileiro, mantendo vivo e ininterrupto o fluxo logístico de suprimentos em prol da 5ª Divisão de Exército, como foi apregoado pelo insigne autor da obra “História do Consulado e do Império” (1845-1862), o francês Adolphe Thiers: “É necessário ter o espírito de ordem e minuciosidade, porque o militar não se educa para a guerra somente: alimenta-se, veste-se, arma-se e cura-se. A cada movimento é necessário pensar na véspera e no dia seguinte, nos flancos e na retaguarda; mover tudo consigo: munições, víveres e hospitais”.

(CCOMSEX/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>