Academia da Força Aérea forma 143 novos aspirantes a oficial

A Academia da Força Aérea (AFA), localizada em Pirassununga (SP), realizou, na sexta-feira (08), mais uma formatura de conclusão dos cursos de Oficiais Aviadores, Intendentes e de Infantaria. A devolução do espadim e o recebimento da espada, símbolo do oficialato, marcaram o encerramento do período de formação.

O primeiro colocado do curso, agora Aspirante a Oficial Aviador Pedro Barbezani Carvalho e Ribeiro, disse que, apesar dos desafios enfrentados nos 4 anos, estava confiante que iria ficar bem classificado. “Eu vim da Escola Preparatória de Cadetes do Ar [EPCAR] e lá já havia me formado como 01. Então, cheguei na AFA com essa expectativa, me dediquei muito, enfrentei dificuldades e consegui chegar até aqui”, contou.

Em 1500 dias de curso, os cadetes precisaram superar atividades como o abandono de uma aeronave em voo, sobrevivência na selva, sobrevivência no mar, exercício de Busca e Salvamento em Combate, entre tantas outras atividades operacionais. Os cadetes do quadro da aviação também precisaram dominar as aeronaves T-25 Universal e T-27 Tucano.

Única mulher entre os aviadores, a Aspirante a Oficial Mariana Dutra conta que a experiência foi enriquecedora. “Teve muito mais bônus do que ônus em ser a única menina entre eles. Meu pai era aviador também, então eu já trazia isso da minha família. É um orgulho muito grande estar aqui e ver a alegria de todos”, disse a aviadora.

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, destacou a responsabilidade dos novos oficiais. “Nós estamos modernizando nossa Força e, por isso, precisamos de militares cada vez mais capacitados. Tenho certeza de que todos os que estão se formando hoje, têm as condições necessárias para serem os futuros líderes da Força Aérea”, destacou.

A turma formada nesta sexta é composta por 102 aviadores, 28 intendentes e 10 aspirantes de infantaria. Além deles, há aspirantes estrangeiros procedentes da Venezuela, Equador, Bolívia, Panamá, República Dominicana e Senegal. Eles foram indicados por seus países para realizar o curso na AFA como parte de um acordo de cooperação entre o Brasil e nações amigas.

Formação

A formação dos oficiais da Academia da Força Aérea tem duração de quatro anos. Na conclusão do curso, tornam-se bacharéis em Administração com ênfase em Administração Pública e bacharéis na especialidade escolhida no ingresso: Ciências Aeronáuticas, com habilitação em Aviação Militar; Ciências da Logística, com habilitação em Intendência da Aeronáutica; ou Ciências Militares, com habilitação em Infantaria da Aeronáutica.


Os aviadores são preparados à pilotagem militar, sendo fomentado o desenvolvimento do espírito combativo; os intendentes, ao desempenho de funções para gerir as atividades administrativas e logísticas das Organizações Militares da Força Aérea; e os de infantaria são formados para gerir as atividades desenvolvidas nas unidades de segurança e defesa, incluindo as tarefas de operações especiais, emprego de tropa, de autodefesa das organizações da Força Aérea e de defesa antiaérea.

Fotos: Ten Inforzatto, Cad André Feitosa e Sgt Gaedke/AFA

 Assista ao vídeo da formatura:

(CECOMSAER/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>