Academia Militar das Agulhas Negras homenageia nascimento do Marechal José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque

Rio de Janeiro (RJ) – No dia 12 de setembro, a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) relembrou e homenageou os feitos do ilustre Marechal José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque, nascido nesta data em 1885, na cidade de Cabaceiras, estado da Paraíba.

Iniciou sua carreira militar como praça no 2º Batalhão de Infantaria, sediado em Recife, seguindo logo depois para a Escola Preparatória e de Tática em Realengo. Pouco depois, aos 24 anos, foi para a Escola de Guerra em Porto Alegre, de onde saiu Aspirante-a-Oficial.

Em outubro de 1917, foi enviado à França para realizar estagio para estudo dos fundamentos de adaptação de combate da Arma de Cavalaria, já que, com a recente invenção do tanque de guerra, novas táticas estavam sendo colocadas em prática no campo de batalha.

Após da conclusão deste estágio, comandou o 4º Regimento de Dragões da Segunda Divisão de Cavalaria do Exército Francês, Unidade que teve participação ativa nas ações, contra as ofensivas aliadas na Primeira Guerra Mundial. Naquela oportunidade, José Pessoa adquiriu grande experiência em combate. Por essa razão, foi o responsável por organizar a primeira unidade de tanques do Exército Brasileiro, permanecendo no seu comando até 1923, quando foi promovido a major.

Em 1930, já no posto de Coronel, José Pessoa assumiu o Comando da Escola Militar do Realengo, cargo em que permaneceu por quatro anos. Nesse período, realizou melhorias na prática de educação física, instigou o profissionalismo e aprimorou o processo de seleção dos candidatos ao oficialato.

Foi o responsável pela criação do Corpo de Cadetes, de seu brasão, de seu estandarte e do uniforme histórico do Cadete. Também criou o Espadim de Caxias, como o próprio símbolo da honra militar e arma distinta e privativa do cadete.

Em meio a tantas alterações no perfil da Escola, José Pessoa viu a necessidade de um novo local para proporcionar aos jovens as condições ideais para sua formação. Assim, deu início ao processo de criação da AMAN, na cidade de Resende, sonho concretizado em 1944.

Promovido a Marechal, em janeiro de 1953, foi convidado pelo Presidente Café Filho a ocupar a presidência da Comissão de Localização da Nova Capital Federal, encarregada de examinar as condições gerais de instalação de Brasília. O Marechal José Pessoa faleceu em agosto de 1959.

Diante dos fatos de sua contribuição na formação dos oficiais, de sua demonstração de bravura e coragem em combate, dentre diversas outras conquistas alcançadas em uma trajetória brilhante, relembramos, mais uma vez, a importância dos feitos do Marechal José Pessoa, sempre motivado pelo amor à Pátria e pela fé na missão do Exército Brasileiro.

(CCOMSEX/FM)

 

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>