Acordo de cooperação entre Exército e Receita Federal aumentará a eficiência das Operações Conjuntas

Acordo de cooperação entre Exército e Receita Federal aumentará a eficiência das Operações Conjuntas

Brasília (DF) – Em 30 de março, foi assinado um acordo de cooperação entre o Exército e a Receita Federal. “A necessidade de uma comunicação eficiente em regiões de fronteira é uma realidade para a atuação da Receita Federal do Brasil. Essa primeira parceria com o Exército dará bons frutos para a atuação das instituições”, considera o Superintendente da 1ª Região da Receita Federal, Senhor José Oleskovicz. “É fato que, no mundo moderno, quem defende o País do contrabando, do descaminho e de outros crimes precisa trabalhar em conjunto,” completou Oleskovicz, que assinou o acordo de cooperação representando a Receita Federal. Para o chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia, General de Exército James Mayer, esse memorando é a formalização de uma parceria que rende economia de recursos públicos com foco na segurança das informações.

RECEITA 1

A celebração do acordo de cooperação foi efetuada no Salão de Honra do Departamento de Ciência e Tecnologia, no Quartel-General em Brasília. A partir desse documento, a Receita Federal passa a integrar a Rede de Comunicações Críticas, na faixa de 800 MHz, por meio do Sistema de Radiocomunicação Digital Tonalizado, que está instalado em vinte e sete cidades do Brasil. A rede permite a transmissão de imagens e dados, inclusive em tempo real, para a sede em Brasília, facilitando as decisões das autoridades no campo estratégico.

RECEITA 3RECEITA 2

Essa estrutura foi testada nos Grandes Eventos de 2013 e 2014 – Copa das Confederações, Jornada Mundial da Juventude, Visita do Papa e Copa do Mundo –, nos quais se mostrou muito eficiente.

RECEITA 4

A melhor descrição da Rede Nacional de Comunicações Críticas é a de um condomínio em que as instituições de defesa, de segurança, de fiscalização e de infraestrutura utilizarão instalações e equipamentos recíprocos, preservando, cada um, as suas ferramentas de criptografia. A Superintendência Regional da Receita Federal na 1ª Região Fiscal passou a ser o primeiro órgão a aderir, oficialmente, ao Sistema Nacional de Comunicações Críticas.

(CCOMSEX/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *