Aeronaves da FAB mantêm apoio no combate ao incêndio no Pantanal

Aeronaves da FAB mantêm apoio no combate ao incêndio no Pantanal

Aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) continuam prestando apoio no combate ao incêndio que atinge o Pantanal no Mato Grosso do Sul (MS), desde o dia 27 de julho. Por conta das queimadas na região e, atendendo ao pedido do Governo do Estado, o Ministério da Defesa deflagrou a Operação Pantanal. As Forças Armadas estão empregando aeronaves no combate a incêndios e atuam em parceria com agências federais e estaduais.

A aeronave C-130 Hércules, operada pelo Primeiro Esquadrão do Primeiro Grupo de Transporte (1°/1° GT) – Esquadrão Gordo, e o H-60L Black Hawk, operado pelo Quinto Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (5º/8º GAV) – Esquadrão Pantera, realizam missões de Combate a Incêndio em Voo e Transporte Aéreo Logístico na região do Pantanal.

O C-130 Hércules realizou, entre o sábado (01) e o domingo (02), oito saídas. A aeronave está operando a partir da Ala 5 – Base Aérea de Campo Grande e utiliza o sistema de combate a incêndio MAFFS (do inglês, Modular Airborne Fire Fighting System). O equipamento conta com dois tubos que projetam água pela porta traseira do avião, a uma altura aproximada de 150 pés (cerca de 46 metros).

O Comandante do avião, Major Aviador Douglas Luna Lopes da Costa, esclarece como o sistema MAFFS está contribuindo nas ações. “O combate a incêndio com a aeronave C-130 é muito eficiente devido à sua capacidade de transportar 12 mil litros de água, que podem ser lançados em até três passagens sobre o local. O lançamento de água auxilia, também, o trabalho das equipes de terra que combatem diretamente os focos de incêndio. A água possui papel de resfriar o solo, permitindo a aproximação dos brigadistas que atuam na abertura de aceiros, que são escavações que bloqueiam o avanço do fogo”, explica.

Já o H-60L Black Hawk está engajado nas missões a partir do Aeroporto de Corumbá. Entre o sábado e o domingo, o helicóptero permaneceu em alerta. O H-60L tem atuado no transporte de brigadistas do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul, Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil e profissionais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) até os locais das chamas.

Operação Pantanal
O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), Organização da FAB responsável pelo emprego das aeronaves, realiza a coordenação junto ao Ministério da Defesa (MD), que atendeu à solicitação do Governo do Mato Grosso do Sul. Para cumprir a demanda, o MD estabeleceu um Centro de Coordenação no Comando do 6º Distrito Naval, na cidade de Ladário (MS). Também participam das ações helicópteros da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro.

Fotos: Soldados Centurião e R.Cruz/Ala 5 e Tenente Danilo/5º/8º GAV

(CECOMSAER/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *