Ágata 11 já realizou 102 mil vistorias em pontos de bloqueio nas fronteiras

Ágata 11 já realizou 102 mil vistorias em pontos de bloqueio nas fronteiras

Brasília, 21/06/2016 – A 11ª edição da Operação Ágata contabiliza, em todo o País, 102 mil inspeções e vistorias em veículos nos pontos de bloqueio e controle de estradas nas regiões de fronteira. As inspeções em embarcações somam 7.051 em pontos fluviais. Participam da Operação, 10 mil militares do Exército, 1,7 mil da Marinha, e 600 integrantes da Força Aérea. Cerca de 40 instituições governamentais também integram o esforço de combate ao crime transfronteiriço.

Foram aprendidas 5,7 toneladas de explosivos, 166 armas e munições, 11 toneladas de maconha, 123 kg de cocaína e 122 kg de outras drogas, além de 4,4 mil metros cúbicos de madeira
Foram aprendidas 5,7 toneladas de explosivos, 166 armas e munições, 11 toneladas de maconha, 123 kg de cocaína e 122 kg de outras drogas, além de 4,4 mil metros cúbicos de madeira

De acordo com o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), almirante Ademir Sobrinho, esta edição serve para testar um novo modelo de Operação, com uma maior integração entre as Forças, os órgãos de segurança pública e agências federais, estaduais e municipais. “Além de coibir os ilícitos na fronteira, a Operação leva às populações isoladas a presença do Estado brasileiro por meio de atendimentos médico, odontológico e atividades culturais”, afirmou o chefe do ECMFA.

Até a terça-feira (21), já foram prestados, dentro das ações cívico-sociais (Acisos),  7, 8 mil atendimentos médicos, 5.340 serviços odontológicos e mais de 31 mil procedimentos de prevenção à saúde. Os militares também realizam serviços de manutenção e reformas em 230 órgãos públicos, principalmente, nas escolas, e reparos em 60 estradas.

As Acisos já emitiram mais de 500 documentos para cidadãos e foram realizadas mais de 22 mil atividades sócio-culturais.

Foram aprendidas 5,7 toneladas de explosivos, 166 armas e munições, 11 toneladas de maconha, 123 kg de cocaína e 122 kg de outras drogas, além de 4,4 mil metros cúbicos de madeira. Até o momento, foram presas 64 pessoas.

De acordo com o chefe do EMCFA, almirante Ademir Sobrinho, esta edição serve para testar um novo modelo de Operação, com uma maior integração entre as Forças e as agências governamentais
De acordo com o chefe do EMCFA, almirante Ademir Sobrinho, esta edição serve para testar um novo modelo de Operação, com uma maior integração entre as Forças e as agências governamentais

11ª Ágata

A Operação teve início na segunda-feira (13) e ocorre de Roraima ao Rio Grande do Sul,  envolvendo os 16.886 quilômetros de fronteira, em 11 estados. A Operação interagências ocorre simultaneamente nas áreas dos Comandos Militares da Amazônia (CMA), sediado em Manaus (AM); do Oeste (CMO), localizado em Campo Grande (MS); e do Sul (CMS), em Porto Alegre (RS). O teatro de operações da Ágata 11 engloba 710 municípios, sendo 122 limítrofes.

As últimas edições da Ágata precederam a realização de grandes eventos como a Copa das Confederações, em 2013,  e a Copa do Mundo, em 2014.

O teatro de operações da Ágata 11 engloba 710 municípios, sendo 122 limítrofes
O teatro de operações da Ágata 11 engloba 710 municípios, sendo 122 limítrofes

Participam desse esforço a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Ibama, Funai, Receita Federal e órgãos de segurança dos estados das regiões de fronteira. Cerca de 40 agências governamentais, juntamente com o efetivo das Forças Armadas, realizam ações de fiscalização e inspeção nas estradas, patrulhamento terrestre, motorizado, fluvial e marítimo.

Fotos: Gilberto Alves/MD

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *