Ala 4 é a primeira Unidade da FAB a utilizar usina solar fotovoltaica on-grid

A Ala 4, em Santa Maria (RS), realizou na quarta-feira (29/01), evento que marcou o término das primeiras ações de eficiência energética que fazem parte do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Instituição. As ações são em parceria com a concessionária RGE, empresa responsável por distribuir 65% da energia elétrica consumida no estado do Rio Grande do Sul.

O programa proporcionou a instalação da primeira usina solar de geração fotovoltaica on-grid na Força Aérea Brasileira (FAB) com capacidade de 125 quilowatts e substituição de mais de 6.000 lâmpadas por unidades de LED no decorrer do ano de 2019.

O evento contou com a presença do Comandante da Ala 4, Coronel Aviador Wilson Paulo Corrêa Marques, do Reitor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Paulo Burmann, do Prefeito de Santa Maria Jorge Pozzobom, do Diretor da RGE, Marco Antonio Villela de Abreu, além de convidados.

O Comandante da Ala 4, destacou, durante o encontro, que o pioneirismo e ineditismo do projeto se dá pela contrapartida na implementação das ações de eficiência energética coordenadas pela RGE. “Buscamos a capacitação e o treinamento do nosso efetivo nas áreas de atuação do projeto com o objetivo de disseminar a consciência energética. Esse diferencial também permitirá que as necessidades de manutenções futuras possam ser administradas dentro da própria instituição, o que reduzirá também os custos.”, relatou o Coronel Wilson.

Segundo o Diretor da concessionária, Marco Antonio Villela de Abreu, “as ações de eficiência energética contribuirão com uma economia nas contas da Instituição, que vem buscando permanentemente aprimorar a sua eficiência operacional através da otimização da aplicação dos seus recursos em todas as áreas”, frisou o executivo.

Os novos equipamentos permitirão uma economia de cerca de 426,92 megawatts hora/ano e uma redução de 35,91 quilowatts na demanda de ponta. Além da economia financeira direta na conta de energia, as lâmpadas de LED também demandam menos custos de manutenção e têm vida útil de cerca de 25 mil horas, ou seja, duram mais de dois anos se ficarem ligadas de maneira ininterrupta.

A ação, também fortalecerá outros projetos que já estão sendo desenvolvidos através da Comissão de Gestão do Programa de Eficiência Energética do Comando da Aeronáutica, sob o gerenciamento do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER).

O projeto
O Programa de Eficiência Energética é regulado e fiscalizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e tem o objetivo principal de promover o uso eficiente da energia elétrica em todos os setores da economia por meio de projetos que demonstrem a importância e a viabilidade econômica de melhoria da eficiência energética de equipamentos, processos e usos finais de energia.

A iniciativa é resultado do comprometimento do Comando da Aeronáutica no desenvolvimento de parcerias estratégicas, alinhadas com a Diretriz sobre a gestão de energia no Comando da Aeronáutica (DCA 14-13) e a política de sustentabilidade, por intermédio do uso racional de energia que proporcionará benefícios para toda a sociedade.

Fotos: Soldado Kassiel/ Ala 4 

(CECOMSAER/FM)   

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>