Aldo Rebelo visita Comando Naval em São Paulo

Aldo Rebelo visita Comando Naval em São Paulo

São Paulo (SP), 13/11/2015 – O Ministro da Defesa, Aldo Rebelo, foi recebido, na sexta-feira (13) na capital paulista, pelo comandante do 8º Distrito Naval (8º DN), almirante Glauco Castilho, que, durante o encontro, detalhou as principais ações exercidas por este Comando Naval.

O 8º DN presta um inestimável serviço ao contribuir para o desenvolvimento econômico da região e do País
O 8º DN presta um inestimável serviço ao contribuir para o desenvolvimento econômico da região e do País

O 8º DN tem sob a sua jurisdição o estado de São Paulo, parte Sul de Minas Gerais e de Goiás e uma porção do Noroeste do Paraná. Essa divisão geográfica tem como base as bacias hidrográficas que circundam esta área. O Distrito Naval é composto pelo Centro de Coordenação de Estudos da Marinha (CCEMSP), a Capitania Fluvial do Tietê-Paraná, em Barra Bonita, incluindo a Delegacia de Epitácio (SP), e a Capitania dos Portos de São Paulo, localizada em Santos, e que possui a Delegacia de São Sebastião.

Na sua apresentação, o almirante Castilho explicou que uma das tarefas do 8º DN é contribuir para a segurança do tráfego aquaviário, garantindo a salvaguarda da vida humana e a segurança da navegação. Outra ação em destaque é a prevenção da poluição hídrica.

Conforme o almirante Castilho, o forte crescimento das atividades econômicas vem demandando cada vez mais a atuação do Distrito Naval. O grande número de embarcações para esporte e lazer também é apontado pelo almirante como fator de ações de registro, fiscalização e treinamento.

De acordo com o ministro Aldo Rebelo, o 8º DN presta um inestimável serviço ao contribuir para o desenvolvimento econômico, não só da região e do estado de São Paulo, mas também do País

Para desempenhar o seu papel, o Distrito Naval e as Capitanias dispõem de lanchas, navios patrulhas, escritórios e oficinas móveis.

Desenvolvimento econômico e o papel da Marinha

Segundo o almirante Castilho, a Capitania Fluvial, em Barra Bonita, também tem um importante papel na Hidrovia Tietê Paraná, com seus 2.400 km de extensão, e por onde escoam milhares de toneladas de mercadorias, principalmente, grãos. Sob a jurisdição da capitania estão cerca de 360 municípios, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás.

Além de fiscalizar o tráfego marítimo, fluvial e lacustre, o Distrito desenvolve um trabalho, em convênio com as prefeituras do estado de São Paulo, para treinar guardas municipais para a fiscalização das atividades de lazer e recreio que ocorrem ao longo dos rios e lagos, e presta apoio na emissão de certificados.

Em dezembro, o 8o Distrito capacitará uma turma de guardas municipais em Araçatuba (SP) para as ações de fiscalização.

Ensino e Pesquisa

Outro setor bem atuante do 8º DN é na área de ensino e pesquisa. Desde 1956, a Marinha atua, em convênio com a Universidade de São Paulo (USP), no curso de Engenharia Naval com o Centro de Coordenação de Estudos da Marinha (CCEMSP).

“À Marinha do Brasil devemos ações pioneiras no campo da ciência, da pesquisa e da tecnologia”, disse o ministro Aldo Rebelo
“À Marinha do Brasil devemos ações pioneiras no campo da ciência, da pesquisa e da tecnologia”, disse o ministro Aldo Rebelo

Atualmente, com 60 alunos, o CCEMSP tem o propósito de coordenar o esforço de integração da Marinha com as indústrias, instituições de ensino superior e de pesquisas no estado de São Paulo. A iniciativa possibilita a nacionalização de itens essenciais para o parque industrial paulista.

Em palavras dirigidas aos oficiais e praças da tripulação do 8º Distrito, o ministro Aldo disse que a Marinha contribuiu para a construção da nacionalidade brasileira. “Uma instituição fundamental na construção do Brasil e na defesa do nosso País”.

Ele lembrou que a Marinha assegurou a hegemonia naval do Brasil na Guerra do Paraguai, e posteriormente, na Segunda Grande Guerra, protegendo o litoral brasileiro, inclusive com perdas de vidas humanas.  “À Marinha do Brasil devemos ações pioneiras no campo da ciência, da pesquisa e da tecnologia”, disse.

No discurso, Aldo Rebelo recordou ainda as realizações do almirante Álvaro Alberto da Mota e Silva, idealizador do Programa Nuclear Brasileiro e criador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Também como ações da Marinha, o ministro ressaltou o desenvolvimento do primeiro computador brasileiro, o Cisne Branco. “Os nossos programas, pincipalmente o Prosub, é outro exemplo de autonomia de equipamentos, científica e tecnológica da defesa e da Marinha do Brasil”.

Ministro Aldo recebe escudo do 8º DN
Ministro Aldo recebe escudo do 8º DN

O ministro Aldo, ao encerrar sua mensagem, agradeceu a todos que integram “a honrada Marinha” pelo elevado espírito patriótico.

Ao final da visita, o ministro recebeu das mãos do almirante Castilho, a heráldica do Comando do 8º Distrito Naval. Inspirado nos feitos heroicos dos bandeirantes, que desbravaram as fronteiras além da linha imaginária de Tordesilhas. O escudo ostenta peças usadas no século XVII pelos bandeirantes: um gibão, um arcabuz e uma espada.

Foto: Tereza Sobreira/MD

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *