Aldo visita obras de engenharia militar para integração do São Francisco

Floresta (PE), 14/1/2016 – Nos dois eixos (Leste e Norte) que formam o Projeto de Integração do Rio São Francisco, o Exército Brasileiro desenvolve obras de engenharia fundamentais para o sistema de captação das águas do rio. Na quarta-feira (13), o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, conheceu de perto uma parte do que os militares realizam: o canal de aproximação, o reservatório de Areias e a estrada de acesso às estações de bombeamento do Eixo Leste, no município de Floresta (PE).

Comandante Emerson Bezerra, do 3º Batalhão de Engenharia de Construção, falou sobre os benefícios do projeto para o Exército e para a qualificação dos jovens recrutas

Comandante Emerson Bezerra, do 3º Batalhão de Engenharia de Construção, falou sobre os benefícios do projeto para o Exército e para a qualificação dos jovens recrutas

“Esta obra demonstra nossa capacidade de vencer as nossas desigualdades. E oferece à população e ao governo federal uma obra de relevância e de inclusão social como poucas no Brasil”, disse o ministro sobre o projeto. Rebelo elogiou as obras de engenharia militar e ressaltou o benefício da construção para o treinamento das tropas e a capacitação dos recrutas.

Acompanhado do comandante militar do Nordeste, general Manoel Pafiadache, Rebelo verificou o andamento das obras das estradas próximas à Estação de Bombeamento número 1, para a qual correm as águas do canal de aproximação feito pelos engenheiros militares e que faz a captação na reserva de Itaparica, no município de Floresta.

INTEGRACAO 1

A construção das estradas 1, 2 e 3 estão sob a responsabilidade do 3º Batalhão de Engenharia de Construção (3º BEC), localizado em Picos (PI), na área de abrangência do Comando Militar do Nordeste (CMNE). O comandante Emerson Bezerra de Lima, chefe do batalhão, também destacou como um dos grandes benefícios do projeto para o Exército o treinamento dos militares e a qualificação dos jovens recrutas.

“Fazemos a qualificação do jovem soldado, dando a ele mais oportunidade de inserção no mercado”, afirmou.

As estradas construídas pela engenharia militar do 3º BEC darão acesso às estações de bombeamento e terão como objetivo transportar a bomba e servir de via para a manutenção das estações. A extensão da estrada 1 é de três quilômetros; da estrada 2, de 12, 7 quilômetros; e da estrada 3, de 21 quilômetros.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco é a maior obra de infraestrutura hídrica do País. Ela terá 477 quilômetros de extensão em dois eixos (Leste e Norte) e vai garantir a segurança hídrica de 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.

O empreendimento engloba a construção de 14 aquedutos, nove estações de bombeamento, 27 reservatórios, nove subestações de 230 quilowatts, 270 quilômetros de linhas de transmissão em alta tensão e quatro túneis.

Eixo Norte

No Eixo Norte, o CMNE atua também na construção do canal de aproximação, do reservatório Tucutu e da estrada de acesso à estação de bombeamento. Outra responsabilidade do comando foi a construção de vilas produtivas rurais, com casas, escolas, postos de saúde e associações, que têm a finalidade de realocar as famílias cujos imóveis foram impactados pela desapropriação das terras destinadas para o projeto.

INTEGRACAO 2

O CMNE trabalha, ainda, no programa de revitalização do Rio São Francisco, no qual é responsável por conter barrancos para controlar processos erosivos, melhorar a navegabilidade e recuperar as matas ciliares, em toda a calha do rio.

Segundo Rebelo, a obra tem uma elevada relevância social, porque protege a população, com o fornecimento de água potável e doce, e enfrenta o desafio de apoiar a sobrevivência das populações sertanejas. “A obra ajuda a fixar as populações do sertão e do semiárido e tem um sentido cultural porque preserva a cultura da população sertaneja”, afirma.

Participaram da comitiva o secretário geral do Ministério da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, e o chefe de Assuntos Estratégicos do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, general Gerson Menandro.

Foto: Josimar Santanna

(MD ASCOM/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>