Almirante Garnier assume o Comando da Marinha em solenidade no Grupamento de Fuzileiros Navais

Almirante Garnier assume o Comando da Marinha em solenidade no Grupamento de Fuzileiros Navais

Às margens do Lago Paranoá e sob o céu azul, Fuzileiros Navais trajando a bela farda branca de gala e portando seus fuzis aguardavam enfileirados o início da cerimônia. À esquerda do púlpito de autoridades, ficou posicionada a Banda Grupamento de Fuzileiros Navais. Foi nesse cenário, no pátio do Grupamento de Fuzileiros Navais, em Brasília, que o Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos assumiu o Comando da Marinha do Brasil, na manhã de sexta-feira (09). O Ministro da Defesa, Walter Braga Netto, acompanhou o Presidente da República, Jair Bolsonaro, na solenidade.

Igor Soares-58.jpg

O Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Júnior transmitiu o cargo ao novo Comandante. “Como um navio em manobras, é chegado o momento de preparar o desembarque”, comparou o Almirante Ilques, ao despedir-se do cargo. Ele falou dos projetos estratégicos, das operações em andamento e da honra de ter comandado a Força Naval. Ilques desejou bons ventos, bons voos e mares tranquilos também aos Comandantes que assumirão o Exército e a Aeronáutica. “O êxito nos cumprimentos das atribuições das Forças Armadas é o êxito do Ministério da Defesa”, enfatizou.

Em suas palavras, Braga Netto falou da importância da Marinha e de seus projetos estratégicos. Ao homenagear o Comandante que deixa o cargo, ressaltou que “o Almirante Ilques estimulou um relacionamento profissional e camarada no âmbito do Ministério da Defesa, e com os irmãos do Exército e da Força Aérea, o que se mostrou primordial para a integração de esforços, complementação de capacitação e busca de soluções sinérgicas a problemas comuns”.

Igor Soares-61.jpg

Emocionado, o Almirante Garnier recordou sua trajetória na Marinha, desde o seu ingresso na Força. De origem humilde, ele relatou um pouco da sua trajetória. “Quando garoto, via aqueles homens em uniformes brancos manobrando grandes belonaves com grandes canhões e imaginava serem muito diferente de mim. Não eram. Eram apenas brasileiros, que, como eu, tinham a Pátria por devoção”, contou.

As ações da Força Naval e o enfrentamento ao coronavírus também foram mencionadas pelo novo Comandante da Marinha. “Todos os nossos esforços vêm sendo feitos para minimizar as dificuldades das famílias brasileiras. Nossas Forças Armadas têm levado vacinação e assistência aos rincões mais longínquos do nosso Estado, como no interior da floresta amazônica”, afirmou.

Igor Soares-70.jpg

“Toda a base industrial de Defesa está engajada nesse combate e continuará enquanto o inimigo não for vencido”, reforçou. Após o momento da passagem de comando entre os Almirantes, houve salva de 19 tiros de canhão. Ao término, a tropa de Fuzileiros Navais desfilou, em continência ao Comandante da Marinha, ao som da Banda do Grupamento de Fuzileiros Navais.

Igor Soares-92.jpg

Estiveram também presentes na solenidade, o Vice-Presidente da República, Hamilton Mourão, o Ministro-Chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, o Ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto Franco França, o Ministro de Minas e Energia, Almirante de Esquadra Bento Albuquerque, o Ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, o Comandante do Exército, General Edson Leal Pujol, da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, o Chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) do Ministério da Defesa, Tenente-Brigadeiro do Ar Raul Botelho, e demais autoridades civis e militares.

Por Mariana Alvarenga
Fotos: Igor Soares

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *