Antes da abertura da LAAD 2015, Brasil e EUA reforçam parceria em defesa

Rio de Janeiro, 14/4/2015 – Em reunião na noite desta segunda-feira (13), o ministro da Defesa, Jaques Wagner, recebeu delegação dos Estados Unidos com o objetivo de ampliar a parceria entre os dois países na área de defesa. O encontro, que aconteceu no Rio de Janeiro, faz parte da 10ª edição da LAAD Security & Defence, maior feira da América Latina do setor. A LAAD terá início nesta terça (14) e prevê a participação de mais de 150 comitivas estrangeiras.

Jaques Wagner se reuniu com a delegação norte-americana que participará da LADD 2015: cooperação fortalecida

Jaques Wagner se reuniu com a delegação norte-americana que participará da LADD 2015: cooperação fortalecida

Após dar as boas-vindas aos civis e militares americanos, Jaques Wagner explicou que a feira demonstra, por meio dos equipamentos expostos, a capacidade industrial de defesa do Brasil, que tem inúmeros benefícios dual (uso civil e militar). “Mas esperamos que não precisemos utilizá-los”, salientou, em alusão ao papel pacífico do país no mundo.

A embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde, afirmou que a intenção de seu Estado é estabelecer uma agenda de trabalho mais aproximada com os brasileiros. “Teremos 83 empresas americanas na LAAD. O evento ajuda a expandir nosso diálogo bilateral. Vão ser dias muito produtivos.”

Acordos e cooperação

O ministro da Defesa brasileira exaltou a ida da presidenta da República, Dilma Rousseff, a Washington, no final de junho, em visita oficial. Jaques Wagner reiterou que, na ocasião, as relações com os americanos poderão ser mais aprofundadas.

“Não quero me antecipar sobre o que será debatido. Vou sentar com ela e com o representante do Ministério das Relações Exteriores [MRE] para alinhar sua agenda”, anunciou.

Liliana Ayalde recebeu com entusiasmo a notícia do aprofundamento das relações de Defesa durante a visita da presidenta Rousseff. A embaixadora elencou, ainda, outro tema para ser desenvolvido em conjunto com o Brasil: o das Forças de Paz. “Gostaríamos de atuar mais em conjunto com vocês nisso. É evidente o destaque dos brasileiros em missões desta natureza”, elogiou.

O Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), localizado no Rio, foi citado por Liliana como foco de interesse e excelência. “Queremos aumentar o intercâmbio sobre o tema com os brasileiros, finalizou.

Para o ministro, o Brasil tem dado contribuição substantiva às missões de paz no exterior. Ele lembrou, também, que o país foi sede de evento da Organização das Nações Unidas (ONU), no mês passado. Realizado em Salvador (BA), o painel teve por finalidade atualizar o manual da ONU de doutrina em operações de paz e contou com representantes da América Latina e Caribe.

Foto: Jorge Cardoso

(MD ASCOM/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>