Apesar do mau tempo, Esquadrilha da Fumaça atrai cerca de 50 mil pessoas em SC

A Esquadrilha da Fumaça deu um show nos céus de Florianópolis (SC) no sábado (14). Cerca de 50 mil pessoas foram à Beira-Mar para conferir a habilidade dos pilotos em um espetáculo com duração de cerca de 50 minutos e várias manobras radicais.

O evento atraiu cerca de 50 mil pessoas

“Neste mês, nós comemoramos o voo do 14 Bis realizado por Alberto Santos Dumont, no dia 23 de outubro em 1906. Ele provou que uma aeronave poderia voar, no campo de Bagatelle, na França. Esse momento nos enche de orgulho. O mês de outubro é cheio de atividades que visam a comemorar esse feito do Santos Dumont, o pai da aviação. Aqui em Florianópolis, conseguimos uma excelente parceria junto com a prefeitura para que pudéssemos trazer a Esquadrilha da Fumaça para esse evento”, explicou o Comandante da Base Aérea de Florianópolis (BAFL), Coronel Aviador Antonio Ferreira Lima Júnior.

A demonstração da Esquadrilha da Fumaça pôde ser vista de vários pontos da cidade e fez parte do “Floripa em Movimento”, projeto social realizado pela prefeitura em parceria com a BAFL.

O tempo nublado não afugentou o público, que curtiu cada momento da apresentação. “Nunca tinha visto, gostei muito. Hoje está um friozinho, mas está bom, deu para curtir”, conta Amadeu Fragoso. Já Bruna Goedert levou as duas filhas para assistir à apresentação. “Atrai bastante as crianças, chama a atenção. O tempo não está muito bom, mas a gente meteu a cara e veio”, conta.

A demonstração durou 50 minutos

O evento “Floripa em Movimento” contou com a apresentação da Banda de Música da BAFL, estande com divulgação de material institucional da FAB, brinquedos para a comemoração do Dia das Crianças e food trucks.

História

A demonstração foi realizada com aviões de caça A-29 Super Tucano, aeronave que substituiu recentemente o T-27 Tucano. “Bem mais moderna, permite principalmente realizar manobras que haviam deixado de serem executadas pela Esquadrilha da Fumaça”, disse o capitão Nilson Gasparello.

Ao total 14 pilotos fazem parte da Esquadrilha da Fumaça

A Força Aérea Brasileira (FAB) tem cerca de dois mil pilotos, mas apenas 14 deles, assim como o capitão aviador Gasparello, fazem parte da Esquadrilha. “É exigido, no mínimo, 1,5 mil horas de voo e 800 horas como instrutor, para depois realizar o curso na Esquadrilha da Fumaça que dura em torno de 80 missões para fazer a primeira demonstração. Tem que treinar bastante até a primeira demonstração”, explicou o capitão.

As acrobacias da Esquadrilha da Fumaça testam o limite de homens e aviões, uma história que começou há 65 anos, como uma forma de os pilotos instrutores fazerem os alunos acreditarem no potencial deles e na resistência das aeronaves. De lá pra cá, foram quase 3,8 mil apresentações no Brasil e no exterior.

(CECOMSAER/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>