Apronto operacional para certificação da Força de Prontidão da Brigada de Infantaria Pára-quedista

Apronto operacional para certificação da Força de Prontidão da Brigada de Infantaria Pára-quedista

No dia 5 de julho, foi realizado o apronto operacional da Força Tarefa Santos Dumont – Força de Prontidão da Brigada de Infantaria Pára-quedista, no Campo de Parada do 26° Batalhão de Infantaria Pára-quedista, visando o preparo e emprego na Operação Arcanjo, Exercício de Campanha avaliado pelo Centro de Adestramento Leste, para fins de certificação no Sistema de Prontidão Operacional da Força Terrestre.

A atividade teve como objetivo a verificação e avaliação do aprestamento da tropa, por parte dos Observadores e Controladores do Adestramento. Além do aprestamento realizado, a preparação para o exercício ocorreu com emissões de ordens às Subunidades e um briefing na Companhia de Precursores Pára-quedista, com todos oficiais e sargentos envolvidos no exercício.

A operação, que foi realizada no Campo de Instrução do Gericinó (CIG), durou 5 dias e explorou o emprego da FORPRON/Bda Inf Pqdt a 2 Subunidades e elementos em apoio a Força-Tarefa, na conquista e manutenção de uma cabeça de ponte aérea, simulando um cenário de combate convencional. No contexto das operações ofensivas, foram executadas uma marcha para o combate e um ataque coordenado, utilizando-se o Dispositivo de Simulação de Engajamento Tático (DSET).

Durante o exercício, a Companhia de Comando e Apoio desdobrou todas as instalações previstas de uma Área de Trens de Unidade, provendo o apoio logístico para a tropa. Cabe destacar também a preparação do Estado-Maior no planejamento da manobra e na emissão de informações e ordens, permitindo o melhor desempenho das frações destacadas no terreno.

Após ser avaliado o grau de operacionalidade da Força de Prontidão e certificada pelo Comando Militar do Leste, órgão certificador e responsável pela condução do exercício, a tropa iniciou a fase da prontidão operacional, onde os militares realizarão a capacitação tática e técnica do Efetivo Profissional, até que ocorra o acionamento das frações para a hipótese de emprego de defesa da pátria.

(CCOMSEX/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *