Warning: mysqli_set_charset(): Error executing query in /var/www/html/folhamilitaronline.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 792

Aprovado Plano de Trabalho do Brasil para explorao de crostas na Elevao do Rio Grande

O Brasil acaba de alcanar importante xito na aprovao do Plano de Trabalho para explorao de crostas cobaltferas na Elevao do Rio Grande (ERG), durante uma reunio da Comisso Jurdica e Tcnica da Autoridade Internacional para os Fundos Marinhos (ISBA), rgo das Naes Unidas responsvel pela coordenao das atividades relacionadas aos recursos marinhos em rea internacional, que est acontecendo em Kingston, na Jamaica.

Elevao do Rio Grande (destaque em vermelho)
Elevao do Rio Grande (destaque em vermelho)

O Plano de Trabalho apresentado na ISBA, no dia 31 de dezembro do ano passado, sob a Coordenao da Comisso Interministerial para os Recursos do Mar (CIRM), foi o resultado de mais de quatro anos de estudos desenvolvidos no Programa de Prospeco e Explorao de Recursos Minerais da rea Internacional do Atlntico Sul e Equatorial (PROAREA), com intensa cooperao dos setores tcnicos e polticos envolvidos, como o Servio Geolgico do Brasil, o Ministrio das Minas e Energia, o Ministrio da Cincia Tecnologia e Inovao, o Ministrio do Meio Ambiente e o Ministrio das Relaes Exteriores.

Esse Plano vai assegurar ao Brasil o direito exclusivo de explorao da rea requisitada por, pelo menos, quinze anos, ampliando o espao do Pas como ator no cenrio poltico-estratgico dessa regio de interesse. Acresce, ainda, importante contribuio para as pesquisas no Atlntico Sul e o nosso desenvolvimento socioeconmico.

As atividades de pesquisa relacionadas geologia e biologia marinha em reas internacionais ganharam prioridade no Pas a partir de 2009, com a criao do PROAREA no mbito da CIRM, que tem como propsito a identificao e avaliao da potencialidade mineral de reas com importncia econmica e poltico-estratgica localizadas na rea, por meio do desenvolvimento de tecnologia de ponta, da gerao de empregos e qualificao de recursos humanos.

Como exemplo dessa sinergia, podemos citar que mais de sessenta estudantes e pesquisadores de diferentes instituies e reas cientficas como geologia, biologia e geofsica contriburam para a construo do Plano de Trabalho.

Alm das crostas ricas em cobalto, as pesquisas na ERG tambm constataram a ocorrncia de outros minrios, como nquel, platina, mangans e terras raras que possuem relevante potencial cientfico e econmico.

(CCSM/FM)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *