Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro constrói réplica de sino para Igreja de São João del Rei (MG)

Dia 22 de junho, foi realizada, na cidade de São João del Rei, em Minas Gerais, a Cerimônia de Batismo e Consagração do novo sino da Igreja do Carmo, construído pelo Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ).

Atendendo a uma solicitação da Ordem Terceira do Carmo (OTC), e com a parceria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que doou o material necessário à obra, o AMRJ contribuiu para a preservação de um patrimônio imaterial, uma vez que o antigo sino, que ocupava lugar de destaque na Igreja há 98 anos, estava avariado devido a uma rachadura.

Cerimônia de Batismo e Consagração do novo sino da Igreja do Carmo

Cerimônia de Batismo e Consagração do novo sino da Igreja do Carmo

No evento, que contou com a presença do Diretor do AMRJ, Contra-Almirante (EN) Mario Ferreira Botelho, o Prior da OTC, Eduardo Valim, ressaltou a gratidão e a satisfação dos sanjoanenses pela parceria com o IPHAN e a Marinha do Brasil, que tornaram possível a construção da réplica.

Os sinos de São João del Rei, com seus toques e dobres, têm mantido uma linguagem peculiar, ainda conhecida de muitos moradores. Sabe-se, por exemplo, pelo repique, dobre ou toques onde será realizada a solenidade; se haverá procissão; hora da missa e quem será o celebrante e muitas outras informações. Nos dobres fúnebres fica-se sabendo se a pessoa falecida era homem ou mulher e até mesmo o horário do funeral.

A cidade de São João del Rei foi fundada em fins do século XVII, por taubateanos liderados por Tomé Portes del Rei, considerado, por tal fato, seu fundador. Em 8 de dezembro de 1713, o arraial alcançou foros de vila com o nome de São João del Rei, como homenagem a D. João V, passando a ser sede da Comarca do Rio das Mortes. O ouro, a pecuária e a agricultura foram os fatores de desenvolvimento e progresso da vila que, em 6 de março de 1838, foi elevada à categoria de cidade. Em São João del Rei nasceram grandes heróis nacionais, como Joaquim José da Silva Xavier, Tiradentes, Bárbara Heliodora Guilhermina da Silveira, heroína da Inconfidência, e o  Ex- Presidente Tancredo de Almeida Neves.

(CCSM/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>