Aspirantes da EN participantes do Desafio Solar Brasil visitam o IPqM

Aspirantes da EN participantes do Desafio Solar Brasil visitam o IPqM

No dia 17 de agosto, o Instituto de Pesquisas da Marinha (IPqM) recebeu a visita de Aspirantes da equipe Elysia, da Escola Naval (EN), que participarão do Desafio Solar Brasil, um rali de barcos movidos à energia solar que visa estimular o desenvolvimento de tecnologias para fontes limpas de energias alternativas, bem como divulgar o potencial dessas tecnologias aplicadas em embarcações de serviço, recreio e transporte de passageiros.

O Capitão-Tenente Breitinger explicando o funcionamento dos projetos do Grupo de Sistemas Digitais
O Capitão-Tenente Breitinger explicando o funcionamento dos projetos do Grupo de Sistemas Digitais

Na ocasião, a comitiva foi recepcionada pelo Diretor do IPqM, Contra-Almirante (EN) Luiz Carlos Delgado, e assistiu uma palestra proferida pelo Chefe do Departamento de Pesquisas do Instituto, o engenheiro Vicente Linhares, sobre as principais atividades, os projetos desenvolvidos e em fase de desenvolvimento. Logo após, os Aspirantes conheceram o Grupo de Sistemas Digitais, onde foram apresentados aos equipamentos desenvolvidos e em fase de desenvolvimento no IPqM para contribuir com a Equipe na competição.

O Desafio Solar Brasil é uma realização do Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social (NIDES) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em conjunto com o Laboratório de Fontes Alternativas de Energia (Lafae) da UFRJ e a engenharia mecânica da UFRJ/Macaé.

O projeto caracteriza-se, também, como o início de uma articulação internacional, pois se inspira na Frisian Solar Challenge, competição realizada a cada dois anos na Holanda que se constitui no principal evento europeu para embarcações solares, durante o qual os participantes percorrem 220 quilômetros de canais das 11 cidades da região de Frísia, no norte do país.

Tradicionalmente, a EN visita o IPqM em busca de aperfeiçoar a formação de seus Aspirantes, conhecendo na prática as tecnologias necessárias à Marinha.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *