Base Aérea de Santa Cruz realiza Ação Cívico-Social no Rio de Janeiro

Base Aérea de Santa Cruz realiza Ação Cívico-Social no Rio de Janeiro

Iniciativa reuniu profissionais da FAB e integrantes de órgãos públicos, organizações não governamentais e projetos sociais

A Base Aérea de Santa Cruz (BASC) realizou uma Ação Cívico-Social (ACISO), entre os dias 27 e 29 de outubro, atendendo a moradores das comunidades de Santo Antônio da Guarda, do Morro da Faxina e dos bairros de Sepetiba e Santa Cruz. Cerca de 3 mil pessoas foram contempladas com a iniciativa, chamada de “Base para todos”, e que reuniu profissionais de diversas especialidades da FAB, além de integrantes de órgãos públicos, organizações não governamentais e projetos sociais, promovendo assistência médica e social e serviços de cidadania.

Crianças participam de oficina de ecologia
Crianças participam de oficina de ecologia

“A experiência nos traz muita satisfação pela gratidão que a população carente sente, pois reduzimos as filas da prefeitura para quem mais precisa de assistência médica e ainda realizamos a inclusão social a partir da emissão de documentos importantes como identidades e certidões de nascimento, casamento e óbito”, explicou o Tenente-Coronel Bruno Pedra, Subcomandante da Base e Coordenador Geral da Ação.

Médicos da Força Aérea, em parceria com as Clínicas da Família do entorno, coordenaram o atendimento dos pacientes em fila de espera, o que foi uma inovação. “Estamos vivenciando, além da organização de excelência, um atendimento espetacular onde o maior beneficiado é a nossa população local e os nossos usuários”, disse a Coordenadora da Área Pragmática da Zona Oeste do Rio de Janeiro, Leila Maria Marino.

alunas-do-cmpa-2

Nos três dias da Ação foram realizados 1.798 procedimentos médicos e laboratoriais em 982 pessoas nas especialidades de pediatria, ginecologia, urologia, dermatologia, ortopedia, cardiologia, oftalmologia, ultrassonografia, raios-X e clinica médica. Na odontoclínica móvel foram feitos 969 procedimentos em 527 pessoas, incluindo 431 crianças que praticaram a higiene bucal num escovódromo montado na área.

“O que vocês estão fazendo aqui é muito importante. Essa humanidade e esse respeito mostrando que a gente tem valor, estamos precisando disso”, emocionou-se Lucia Verônica Higino, vizinha da BASC.

Além dos atendimentos de saúde, os moradores tiveram acesso a emissão de documentos, palestras, oficinas educativas para crianças e até uma área onde os participantes tiveram acesso a massagem terapêutica e tratamentos de beleza. Eles também puderam demonstrar solidariedade participando de uma campanha de doação de sangue.

alunas-do-cmpa-3

A Banda da BASC ainda promoveu apresentações musicais em diversos momentos da ACISO.

Ajuda conjunta

Dentre aqueles que buscavam por atendimento, um caso se destacou, segundo os organizadores. Um catador de material reciclável de aproximadamente 65 anos de idade e sem qualquer documento aguardava atendimento médico quando foi abordado por um militar que percebeu outras carências. Ele havia caído e batido o rosto perto da região ocular e, por isso, foi encaminhado para a emergência do hospital montado na ACISO. Ali, descobriu-se que ele tinha uma hérnia na região inferior do abdômen, fez-se ultrassom, radiografia na face, avaliação oftalmológica, enquanto as questões documentais eram resolvidas. A situação foi tão peculiar que uma tabeliã realizou o atendimento no próprio hospital. “Ele saiu muito feliz de lá”, afirmou o Major Médico Márcio Borsato, coordenador de saúde do evento.

(CECOMSAER/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *