Batalhão de Operações Ribeirinhas implanta projeto de cão farejador para busca e salvamento

Batalhão de Operações Ribeirinhas implanta projeto de cão farejador para busca e salvamento

O 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas (2ºBtlOpRib) está implantando o projeto de cão farejador nas atividades de Busca e Salvamento – SAR (sigla em inglês para Search and Rescue) de vítimas de naufrágios ou afogamentos na região da Amazônia Oriental. No período de 15 de junho a 17 de agosto, nas instalações próprias do seu canil, foi encerrada a primeira fase do adestramento. O objetivo da iniciativa é reduzir o tempo de busca e, assim, aumentar as chances de resgatar sobreviventes.

Cães sendo adaptados ao meio aquático, através de embarcação pneumática

Para emprego dos cães farejadores, foram focados os recentes acidentes com embarcações na área de jurisdição do Comando do 4º Distrito Naval em que o SAR foi acionado.

A preparação inicial ocorreu por meio da apresentação do material, equipamento e adaptação aos meios de transporte com objetivo de proporcionar uma realidade bem aproximada do cenário de atuação dos animais. A participação dos militares do canil do 2ºBtlOpRib nesse processo foi importante para a manutenção do binômio “homem x cão”, assim como da interação com a equipe de mergulhadores do Grupamento Marítimo e Fluvial, do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, que, em conjunto, realizarão os trabalhos de SAR.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *