Batalhão Laguna comemora 178 anos de sua criação e o centenário de chegada em Cuiabá (MT)

Batalhão Laguna comemora 178 anos de sua criação e o centenário de chegada em Cuiabá (MT)

Em 2020, o 44º Batalhão de Infantaria Motorizado (44º BI Mtz) celebra 178 anos de criação e o centenário de sua chegada a Cuiabá. As atividades festivas tiveram início no dia 20 de agosto com o lançamento do selo comemorativo e o descerramento de uma placa alusiva ao centenário, ambas realizadas no SESC Arsenal. Já no dia 21 de agosto, foi realizada, no 44° BI Mtz, a solenidade em comemoração aos 178 anos de criação da unidade, que foi presidida pelo General de Brigada Reinaldo Salgado Beato, Comandante da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, contando apenas com as personalidades a serem agraciadas com diplomas, sendo observando o distanciamento social e as medidas de prevenção da COVID-19.

Na oportunidade, personalidades militares e civis que contribuíram com relevantes serviços prestados ao 44º BI Mtz foram agraciados com o diploma de “Amigo do Batalhão Laguna” e integrantes da Organização Militar, da ativa e da reserva, em reconhecimento aos relevantes serviços prestados no Batalhão no desempenho de suas funções, receberam o Diploma “Constância e Valor”.

Histórico

O 44º BI Mtz teve sua origem com a criação do Batalhão de Caçadores Provisório, organizado em 1842 para guarnecer a Província de São Paulo. Em 1847, foi transformado no Corpo Fixo da Guarnição de São Paulo. Já em 1865, os Corpos de Guarnições de São Paulo e Minas Gerais passaram a constituir o 21º Batalhão de Infantaria (21º BI), organizado em Uberaba (MG).

No ano de 1867, o 21º BI integrou o Corpo Expedicionário em operações no sul da Província de Mato Grosso, tendo participação destacada durante a Guerra da Tríplice Aliança, tanto na ação ofensiva, realizada para expulsar o inimigo do território brasileiro, quanto no movimento retrógrado empreendido a partir da Região de Laguna, em território paraguaio, sob a liderança do Major José Thomas Gonçalves, primeiro Comandante do batalhão. O episódio foi retratado na célebre obra do Visconde de Taunay, “A Retirada da Laguna”, que narra a epopeia vivida pelos heróis do então 21º BI. Após seu emprego no Teatro de Operações, no ano de 1869, o 21º BI foi transferido para Corumbá (MS), recebendo a denominação de 13º Regimento de Infantaria, no ano de 1908.

Em janeiro de 1919, passou a se denominar 16º Batalhão de Caçadores (16º BC), sendo determinado para se estabelecer em Cuiabá, chegando à capital de Mato Grosso no dia 6 de fevereiro de 1920, ficando aquartelado nas antigas instalações do Arsenal de Guerra, no tradicional bairro do Porto, hoje SESC Arsenal.

Em agosto de 1942, ocupou o seu atual aquartelamento na então Avenida Lavapés, no bairro Duque de Caxias, inaugurado pelo Presidente da República à época, Getúlio Vargas. Durante a 2ª Guerra Mundial, 80 voluntários do 16º BC integraram a Força Expedicionária Brasileira (FEB), combatendo em solo europeu, honrando e dignificando as tradições e virtudes do Soldado mato-grossense.

No período de outubro de 1963 a março de 1965, 13 militares do então 16º BC integraram a formação do Batalhão Suez, na Força de Emergência das Nações Unidas I (UNEF I), no conflito na Faixa de Gaza.

Com a necessidade de fortalecer a presença militar na extensa região do Vale do Araguaia, em abril de 1973, é determinado ao 16º BC deslocar a 2ª Companhia de Fuzileiros para Aragarças (GO), ficando destacada como núcleo que deu origem ao 58º Batalhão de Infantaria Motorizado, em janeiro de 1975.

Com a criação da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada (13ª Bda Inf Mtz), no ano de 1978, o 16º BC teve sua denominação alterada para 44º Batalhão de Infantaria Motorizado.

Como reconhecimento ao seu passado glorioso, recebeu a denominação histórica de “Batalhão Laguna” no ano de 1986. Nos anos de 2006, 2010 e 2012, participou da Missão de Paz das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH), com o emprego total de 136 militares voluntários.

(CCOMSEX/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *