BNRJ cria a comissão de combate do mosquito Aedes aegypti

BNRJ cria a comissão de combate do mosquito Aedes aegypti

Em apoio às campanhas de controle ao mosquito Aedes aegypti, a Base Naval do Rio de Janeiro (BNRJ) promoveu um mutirão com o objetivo de localizar potenciais focos de desenvolvimento da larva do mosquito transmissor de doenças como: dengue, zika e chikungunya.

Militar identificando áreas propícias ao acúmulo de água
Militar identificando áreas propícias ao acúmulo de água

A ação busca prevenir e evitar o avanço dessas doenças. O mutirão contou com a participação de 13 militares, representantes de todos os departamentos da BNRJ. Após a ação, foi criada a comissão permanente de combate ao Aedes aegypti composta por cinco militares, vinculada à Assessoria de Gestão.

A BNRJ vem intensificando a campanha com informações sobre o tema, publicadas no Plano do Dia, e por meio de palestras ministradas por profissionais. Além disso, a Organização Militar tem envidado esforços para estabelecer parcerias com vigilância sanitária, capacitando seus militares.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *