Brasil e Cabo Verde deverão reforçar parceria no setor de formação militar

Jaques Wagner recebe ministro de Cabo Verde

Jaques Wagner recebe ministro de Cabo Verde

Brasília, 23/03/2015 – Brasil e Cabo Verde vão ampliar a parceria na área de defesa. Os entendimentos neste sentido foram tratados nesta segunda-feira durante reunião entre os ministros da Defesa Jaques Wagner e Rui Semedo. A proposta é aprofundar os acordos de cooperação entre os dois países, principalmente, nas áreas de formação militar, realização de exercícios conjuntos das Forças Armadas e intercâmbio nas áreas de inteligência de informações para controle dos espaços aéreo e marítimo no Atlântico Sul.

Durante visita oficial do titular da Defesa do país africano, o ministro Jaques Wagner destacou que a parceria com Cabo Verde é altamente estratégica, especialmente pelo esforço na vigilância e no combate a ilícitos na área marítima localizada entre a América do Sul e África.

“Trata-se de um país prioritário para o Brasil, com o qual as iniciativas de cooperação são tradicionais e estão em bom andamento”, disse Jaques Wagner.

O ministro da Defesa de Cabo Verde elogiou o seguimento dos projetos executados em parceria pelos dois países.

“No Brasil, é comum se dizer que ‘em time que está ganhando não se mexe’, e, nesse sentido, queremos prosseguir com nossos acordos de cooperação”, afirmou Rui Semedo, após saudação feita em almoço no salão nobre do Ministério da Defesa.

Ao invés de militares de Cabo Verde virem para o Brasil para participar de cursos de capacitação nas diversas escolas militares – como ocorre atualmente – o ministro Jaques Wagner admitiu a possibilidade de o Brasil enviar instrutores militares para o treinamento de tropas cabo-verdianas no próprio país. Tal medida, segundo o ministro, permitiria que um número maior de militares pudesse participar dos cursos, trazendo melhores resultados custo-benefício.

Wagner afirmou que a orientação da presidenta da República, Dilma Rousseff, seguindo o que é preconizado pela Estratégia Nacional de Defesa (END), é dar prosseguimento aos projetos de cooperação com os países africanos. A cooperação com países do Atlântico Sul, com o fortalecimento da capacitação militar desses países, é considerada fundamental porque pode contribuir com o combate aos ilícitos transnacionais.

Foto: Jorge Cardoso

(MD ASCOM/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>