Brasil fecha GP de Tel Aviv de judô com cinco militares no pódio

Brasil fecha GP de Tel Aviv de judô com cinco militares no pódio

O judô brasileiro iniciou com tudo o ano de 2020, faturando cinco medalhas, todas de militares das Forças Armadas, no Grand Prix de Tel Aviv, em Israel. As competições começaram na quinta-feira (23) e terminaram no sábado (25).

No primeiro dia de provas, o Sargento da Marinha Daniel Cargnin, da categoria meio-leve (até 66kg), assegurou o bronze, ao derrotar o israelense Baruch Shmailov na final. No dia 24, foi a vez do Sargento do Exército Eduardo Yudy subir ao pódio. O judoca da categoria meio-médio (até 81 kg) venceu o alemão Dominic Ressel, em menos de 40 segundos, por ippon.

esta imagem não possui descrição

No sábado, 25, foram mais três medalhas para o País. os Sargentos do Exército Leonardo Gonçalves e Rafael Buzacarini conquistaram a prata e o bronze, respectivamente, na categoria meio-pesado (até 100kg), e o Sargento Rafael Macedo, também do Exército, levou o bronze na disputa do peso médio (até 90kg).

O Grand Prix de Tel Aviv abriu o Circuito Mundial da Federação Internacional de Judô e distribuiu até 700 pontos no ranking mundial, critério base de classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

A corrida olímpica do judô termina no World Masters de Doha, no Catar, no final de maio. A definição da seleção brasileira que vai a Tóquio sairá logo após essa competição, entre os dias 1º e 2 de junho.

A Comissão Desportiva Militar do Brasil parabeniza os atletas e a Confederação Brasileira de Judô pelos excelentes resultados alcançados.

Com informação e fotos do Departamento do Desporto Militar (DDM)

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *