Capitania dos Portos do Paraná qualifica policiais civis e federais

Capitania dos Portos do Paraná qualifica policiais civis e federais

As atividades operacionais do Grupo Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre), de Curitiba (PR), receberam novo impulso com a participação de seus membros no Curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado no Serviço Público, promovido pela Capitania dos Portos do Paraná (CPPR).

Marinha do Brasil e Polícia Civil em parceria durante o curso
Marinha do Brasil e Polícia Civil em parceria durante o curso

Segundo o coordenador do Grupo Tigre, delegado Luiz Fernando Artigas Júnior, a qualificação será um diferencial importante, principalmente, nas ações realizadas em regiões de fronteira.

“Este curso nos trouxe importantes benefícios, porque aumentou nossa capacidade operativa na área de fronteira do Paraná. Antes do curso estávamos mais limitados e, ás vezes, éramos obrigados a contar com o apoio de terceiros, nem sempre com a instrução apropriada para a operação, para conduzir embarcações. Agora temos uma capacitação mais completa e nossa ideia é que mais servidores recebam essa qualificação”, declarou o delegado Artigas Júnior.

Parte prática do Curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado no Serviço Público
Parte prática do Curso Especial para Tripulação de Embarcações de Estado no Serviço Público

Além dos policiais do Grupo Tigre, policiais federais de Paranaguá (PR) também participaram do curso. As aulas foram ministradas por instrutor do Departamento de Ensino da CPPR. Na parte prática, os alunos navegaram na Baía de Paranaguá. No percurso, os condutores receberam instrução sobre segurança da navegação, sinalização marítima, regras para condução, entre outros.

Habilitação

O curso é voltado a servidores de órgãos públicos, é gratuito e habilita navegadores para conduzir pequenas embarcações (com até 8 metros de comprimento), empregadas na navegação interior (realizada em águas abrigadas, tais como lagos, lagoas, baías, rios e canais). No total, são 40 horas de atividades teóricas e práticas, com disciplinas como: legislação, manobras, segurança e sobrevivência pessoal, comunicações, meteorologia, navegação, entre outras.

Nos últimos anos, a CPPR capacitou membros da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e do Exército Brasileiro, além de colaboradores da Faculdade de Ciências e Letras de Paranaguá, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Funcionários da Prefeitura de Guaraqueçaba (PR), da Companhia Paranaense de Energia e da Companhia de Saneamento do Paraná já foram qualificados, também, pelo mesmo curso.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *