Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil realiza Estágio de Coordenação Civil-Militar

Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil realiza Estágio de Coordenação Civil-Militar

Rio de Janeiro – De 9 a 13 de março, o Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB) realizou o primeiro Estágio de Coordenação Civil-Militar (CIMIC) de 2015.

Esse estágio tem por objetivo preparar os militares que exercerão atividades relacionadas ao Sistema de Assuntos Civis, com ênfase na Coordenação Civil-Militar das Nações Unidas, além de instruir Oficiais de Nações Amigas que irão participar da missão de paz e integrantes do meio acadêmico ou de instituições de interesse.

OPERACOES DE PAZ 1

Durante a semana em que permaneceram no CCOPAB, os alunos receberam treinamento especializado da Organização das Nações Unidas e instruções sobre Relações com a Mídia; sobre Funcionamento de uma Organização Não Governamental e sobre atividades desenvolvidas pela Viva Rio no Haiti. Para finalizar essa etapa preparatória, realizaram trabalho de grupo de atividade CIMIC.

OPERACOES DE PAZ 2

A Sra Vivian Finger Krause, aluna do curso de CIMIC e mestranda em Estudos Estratégicos pela Universidade Federal Fluminense, com o tema Relação Civil-Militar e Operações de Paz: a atuação do Exército Brasileiro, afirmou que “as lições aprendidas pela experiência pessoal de militares que participaram da MINUSTAH estão intimamente ligadas com a minha dissertação de mestrado e irão contribuir muito para o meu desenvolvimento acadêmico”.

Para o Tenente-Coronel Aviador Alexandre Nogueira de Souza, G9 do BRABAT/22, o que mais chamou a atenção foi o convívio com outros órgãos: “o estágio de CIMIC permite o contato com diversos representantes de agências que integram o UN-CIMIC em uma missão de paz, como funcionários das Nações Unidas, de organizações governamentais e não governamentais ou de organizações internacionais. A interação não ocorre somente entre os alunos e o corpo docente”.

OPERACOES DE PAZ 3

O Estágio contou com a participação de 44 alunos, sendo 19 do Exército Brasileiro, 2 da Força Aérea Brasileira, 7 da Marinha do Brasil, 2 de Nações Amigas e 14 civis.

(CCOMSEX/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *