Cerimônia marca transmissão de cargo do Comando do Exército

Cerimônia marca transmissão de cargo do Comando do Exército

Na manhã desta terça-feira (20), o Ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, prestigiou a transmissão de cargo de Comandante do Exército ao lado do Presidente da República, Jair Bolsonaro. O General de Exército Edson Leal Pujol passou o cargo ao General de Exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira. O evento foi realizado no Clube do Exército, em Brasília.

Ao se despedir, o General Edson Leal Pujol frisou que encerra capítulo marcante em sua vida pessoal e profissional. Ele ressaltou que levou em consideração algumas premissas para a realização de seus trabalhos. “A primeira é atender aos mais altos interesses da Nação brasileira. A segunda é que todo o trabalho deveria estar orientado para aumentar a operacionalidade do Exército, buscando fortalecer e ampliar a sua capacidade de cumprir as suas missões constitucionais”, afirmou.

igor (6).jpg

Braga Netto enalteceu a condução da Força Terrestre pelo General Pujol. “Manteve a agenda alinhada à Política e à Estratégia Nacional de Defesa, otimizando e racionalizando os investimentos dos efetivos, além de valorizar o investimento de longo prazo”, destacou. Ao General Paulo Sérgio, ele desejou “sorte e bênçãos”.

Igor Soares-15.jpg

O evento foi repleto de simbolismos e rituais militares, como a passagem da réplica da invicta espada de Campanha do Duque de Caxias do General Pujol ao General Paulo Sérgio. A original foi utilizada em diversos conflitos dos quais o Brasil participou, como na pacificação da Revolução Farroupilha, em 1845, e na guerra da Tríplice Aliança, entre os anos de 1867 e 1869. A entrega da espada simboliza a responsabilidade da assunção do Comando do Exército e da condução do destino da Força Terrestre, sob inspiração do Marechal Luiz Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, Patrono do Exército.

Igor Soares-34.jpg
Natural do Ceará, o General Paulo Sérgio ingressou no Exército em 1974, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx). Em 1977, passou para a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) e foi declarado a aspirante a oficial da Arma de Infantaria três anos depois. Como Oficial General, assumiu, entre outros cargos, a Chefia do Estado-Maior do Comando Militar da Amazônia, em Manaus; o Comando Militar do Norte, em Belém; o Comando Logístico do Hospital das Forças Armadas, em Brasília.

A cerimônia foi prestigiada pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos; o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior; e o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Tenente-Brigadeiro do Ar Raul Botelho. Participaram, ainda, Ministros de Estado e autoridades como o Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lyra; o Presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco; o Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto; e, o Advogado-Geral da União, André Mendonça.

Por Mariana Alvarenga
Fotos: Igor Soares

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *