Cerimônia premia organizações e personalidades do Programa Forças do Esporte e do Projeto Soldado Cidadão

Cerimônia premia organizações e personalidades do Programa Forças do Esporte e do Projeto Soldado Cidadão

Nesta quarta-feira (27), ocorreram as cerimônias de premiação de melhor gestão do Projeto Soldado Cidadão (PSC), que está na nona edição, e do Programa Forças do Esporte (Profesp). Esse último reconhece as organizações militares que mais se destacaram no atendimento às crianças e jovens apoiadas pelo programa. O evento teve como palco o Comando de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (CCOMGEx), em Brasília.

esta imagem não possui descrição

Os vencedores do 9º Prêmio Melhor Gestão do Projeto Soldado Cidadão receberam um troféu e um cheque no valor de R$ 150 mil. No caso, foram contemplados o Centro de Instrução Almirante Alexandrino, da Marinha; o  6º Batalhão de Polícia, do Exército; e ao Grupamento de Apoio de São Paulo, da Força Aérea.

Além disso, o Projeto Soldado Cidadão entregou o diploma de colaborador –  prêmio concedido anualmente a personalidades e instituições que mais se destacaram para a execução do projeto. Foram contemplados os senhores Sidilane Picanço Ferreira, coordenador do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM), e Rodrigo Vasconcelos Alves, diretor regional do Senai-BA; a senhora Marina Vianna Alves de Almeida, diretora regional do Senac-BA; o Capitão de Mar e Guerra (FN) Sérvio Corrêa da Rocha Júnior, comandante do Centro de Instrução e Adestramento de Brasília (CIAB), e o Primeiro-Sargento Ubirajara Silva Marins Júnior, da Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina (EAMSC).

esta imagem não possui descrição

O Ministro da Defesa, Fernando Azevedo, destacou a importância do PSC. “O Projeto Soldado Cidadão permite ao jovem que presta o Serviço Militar Obrigatório a prática de uma nova profissão, de uma futura profissão. É um ensino profissionalizante que aproveita a estrutura das Forças Armadas”, destacou Azevedo.

Por outro lado, as OMs mais eficazes do Profesp foram: o Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), o Batalhão de Infantaria (55º BI) e a Ala 2. Já as de maior efetivo foram: o Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), o Comando de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (CCOMGEX) e a Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).

O Ministro da Defesa ressaltou a contribuição do Programa Forças no Esporte para a sociedade brasileira. “O Profesp é um programa simples, mas muito eficiente. A iniciativa permite que a criança ou o adolescente, no contra turno da escola, vá para uma unidade militar, tenha uma refeição e um encaminhamento em termos de esporte, informática e civismo”, ilustrou o responsável pela pasta.

Integração social

O Programa Forças do Esporte tem a finalidade de promover a valorização da pessoa, reduzir riscos sociais e fortalecer a cidadania, a inclusão e a integração social dos beneficiados, por meio do acesso à prática de atividades esportivas e físicas saudáveis e de atividades socialmente inclusivas. Atualmente, o programa atende 27,4 mil crianças e deve chegar aos 40 mil participantes em 2020.

O Profesp está presente em 132 cidades de todos os estados e 201 organizações militares, inclusive em Fernando de Noronha. Em São Gabriel da Cachoeira, município do Amazonas, a maior parte dos beneficiados é formada por crianças indígenas das etnias baré, baniwa e tukano, dentre outras. A iniciativa também está presente em mais de 20 Pelotões de Fronteira.

esta imagem não possui descrição

Qualificação profissional 

O Projeto Soldado Cidadão (PSC) é uma ação desenvolvida pelo Ministério da Defesa, por intermédio da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, que destina recursos orçamentários para qualificar social e profissionalmente os jovens voluntários que prestam o serviço militar para ingressos no mercado de trabalho, depois do término de tempo de serviço.

O PSC foi lançado oficialmente pelo Governo Federal em 2004, beneficiando as três Forças Armadas e abrangendo todo o território nacional (26 Estados e o Distrito Federal). Desde a sua origem, há 15 anos, o projeto já beneficiou mais de 245 mil jovens, caracterizando o compromisso das Forças Armadas com a integração cívico-social dos cidadãos egressos do serviço. Em 2019, foram investidos no PSC R$ 6,5 milhões, beneficiando mais de 7,5 mil jovens.

Por Capitão-Tenente Fabrício Costa

Fotos: Alexandre Manfrim

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *