CFPA recebe área para a Patromoria e para a futura Escola de Fluviários

CFPA recebe área para a Patromoria e para a futura Escola de Fluviários

No dia 6 de outubro, foi realizada a cerimônia de assinatura do termo de cessão de uso não oneroso, entre a Capitania Fluvial de Porto Alegre e a Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH), que é subordinada à Secretaria de Transportes do Estado do Rio Grande do Sul. O local tem 9.700 m² e está localizado às margens do Rio Guaíba, possuindo um cais de 100 m de comprimento e uma dársena (área para carga e descarga de embarcações), além de uma grande área útil para construções da Patromoria e da futura Escola de Fluviários.

Vice-Almirante Cardoso Gomes agradecendo às autoridades do Rio Grande do Sul
Vice-Almirante Cardoso Gomes agradecendo às autoridades do Rio Grande do Sul

Assinaram o termo, o Secretário de Transportes do Rio Grande do Sul, Pedro Westphalen; o Superintendente da SPH, Luiz Alcides Capoani; o Comandante do 5° Distrito Naval, Vice-Almirante Victor Cardoso Gomes; e o Capitão dos Portos de Porto Alegre, Capitão de Fragata João Gilberto de Oliveira.

O Comandante do 5º Distrito Naval agradeceu ao governo do estado e destacou que a iniciativa irá permitir ampliar e melhorar o serviço que hoje é prestado pela Capitania à sociedade gaúcha. Outro ponto importante destacado foi em relação à nova Escola de Fluviários. “Promovendo esse ensino, aumentamos a capacidade e a qualidade do pessoal que realmente usa a hidrovia”, afirmou o Vice-Almirante.

Para o Secretário de Transportes do Rio Grande do Sul, o estado está fazendo a sua parte quando presta apoio ao trabalho desenvolvido por órgãos como a Marinha do Brasil (MB), permitindo que as instalações da Força em Porto Alegre estejam adequadas para exercer com mais qualidade as suas funções junto à sociedade.

Para o Superintendente da SPH, é uma satisfação promover parcerias que buscam o desenvolvimento do modal hidroviário. “Esse termo celebra uma integração da Autoridade Marítima com a administração pública responsável pelos portos e hidrovias do Rio Grande do Sul”, concluiu.

(CCSM / FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *