Chama Olímpica chega ao Rio de Janeiro pela Escola Naval

Chama Olímpica chega ao Rio de Janeiro pela Escola Naval

Na manhã do dia 03 de agosto, a Escola Naval (EN) foi palco da cerimônia de chegada da Chama Olímpica no Rio de Janeiro, um dos maiores símbolos das Olimpíadas. A Chama chegou à cidade atravessando a Baía de Guanabara, vinda de Niterói, na Região Metropolitana.

Chama Olimpica 1
Prefeito Eduardo Paes com a chama olímpica

A bordo da embarcação, escaler a remo, os Aspirantes conduziram os medalhistas olímpicos e irmãos Torben e Lars Grael. O velejador Lars Grael fez a entrega da Chama ao prefeito, Eduardo Paes, oficializando a chegada do símbolo na cidade.

Chama Olimpica 2
Momento em que a Chama Olímpica se aproxima do cais da Escola Naval

O evento contou com as presenças do Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, Almirante de Esquadra Fernando Antonio de Siqueira Ribeiro, do Diretor-Geral do Pessoal da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, do Comandante do 1º Distrito Naval, Vice Almirante Leonardo Puntel, do Comandante da Escola Naval, Contra Almirante Newton de Almeida Costa Neto, e demais autoridades civis e militares.

Escola Naval nas Olimpíadas

Escolhida por sua estrutura esportiva, segurança reforçada e localização privilegiada na cidade do Rio de Janeiro, a Escola Naval (EN) se tornou Centro Oficial de Treinamento de atletas Olímpicos, durante as Olimpíadas e Paralimpíadas.

Os atletas brasileiros utilizaram as instalações para os treinamentos nas categorias de tiro esportivo e nado sincronizado. Já a delegação dos Estados Unidos permanece na Instituição até o mês de setembro, onde treina nas modalidades de Atletismo, Vôlei masculino e feminino, Pólo Aquático, além do Atletismo Paralímpico.

A EN recebeu recursos do Ministério do Esporte, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Olímpico Americano (COA). Com isso, foram feitas algumas aquisições e reformas importantes para a Instituição, tais como compra de empilhadeiras, carros elétricos, aparelhos de musculação, reformas de alojamentos entre outros. No local, também foi montado um centro de treinamento para o Tiro Esportivo, com aquisição de alvos eletrônicos, armas e kits de reposição.

Como resultado de investimento do COA, uma nova pista de atletismo foi instalada, com o propósito de que os atletas norte-americanos realizassem seus treinos em local semelhante ao Estádio João Havelange. Os americanos também contribuíram na manutenção dos aquecedores das piscinas olímpica e semiolímpica, na adequação da rede elétrica dos ranchos de Cabos e Marinheiros, na iluminação do campo de esporte e ginásio e na cobertura do teto do ginásio com manta impermeável. Todas as melhorias ficam como legado dos Jogos.

Veja a emocionante chegada da tocha olímpica:

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *