CIAAR Participa de Natal Solidário

CIAAR Participa de Natal Solidário

O Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica  (CIAAR) participou do Natal Solidário da Associação de Pais e Amigos do Centro de Reabilitação (ASPAC), instituição filantrópica de assistência social dedicada à habilitação, reabilitação e à promoção social de crianças, adolescentes e adultos com diferentes tipos de necessidades especiais.

CIAAR Participa de Natal SolidArio 1

A campanha deste ano teve início com o recebimento de 70 cartas das crianças da ASPAC, endereçadas a Papai Noel, e que foram disponibilizadas ao efetivo da Unidade. A partir de então, todos se mobilizaram para atender aos pedidos.

Cláudia Márcia Lá Badie, fundadora e coordenadora da ASPAC, explica que a maioria das crianças assistidas estão em situação de vulnerabilidade social, não têm a oportunidade de participar de comemorações de final de ano e muitas vezes não ganham presentes. “Com a doação feita pela Aeronáutica foi possível alegrar 70 das crianças atendidas”, ressalta.

Essa é a terceira campanha que o efetivo do CIAAR participa. No dia 20 de dezembro, militares estiveram na ASPAC durante a entrega dos presentes às crianças feita pelo Papai Noel.

“A presença dos militares que prestigiaram a festa de Natal contribuiu muito para motivar as pessoas presentes. Obrigada pela presença e carinho”, agradeceu Cláudia.

O soldado Marcel Ítalo Castro dos Santos participou da festa e fez questão de entregar seu presente nas mãos da criança cuja carta ele atendeu.  “Foi muito gratificante. Nessas horas percebemos o quanto reclamamos da vida sem motivos e eles, com tão pouco, são felizes. É sem explicação o sorriso sincero de uma criança”, disse o militar.

Cristiane Borges Gonçalves, mãe de Bárbara Aparecida Gonçalves, comemora a realização da festa e a vitória da filha.  “Esse momento é maravilhoso e minha filha nunca presenciou na vida. Eu não tive condições de dar presente, então essa confraternização foi uma benção de Deus. Estamos muito felizes com a festa e também com o resultado do tratamento dela aqui na ASPAC, pois são fantásticas as melhoras que ela tem obtido”, explicou Cristiane. Bárbara tem 11 anos e está há 2 anos está em tratamento.

CIAAR Participa de Natal SolidArio 2

Já Vitória Gomes Silva, de 7 anos, começou o tratamento há 2 meses na ASPAC. A mãe Rosineide da Silva Gomes conta acredita que a ASPAC é uma porta de muita evolução para a filha e espera muito do tratamento.

“O momento hoje é muito importante para podermos comunicar entre as famílias e interagirmos com as pessoas que também estão na mesma situação que a nossa. Apostamos muito na instituição e sabemos que o trabalho precisa ser divulgado para conseguir mais apoio”, avaliou Rosineide.

(CECOMSAER/ FM)

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *