Comandante da Aeronáutica participa de audiência pública no Senado Federal

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, participou, na quinta-feira (21), de uma audiência pública no Senado Federal a convite da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional e da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática. O objetivo foi debater a utilização da Banda Ka, do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que irá permitir acesso à conexão de banda larga em todos os locais do País.

Debate envolveu aspectos técnicos e operacionais do SGDC

A audiência foi proposta pelo Senador Jorge Viana e presidida pelo Senador Fernando Collor de Mello. Além do Oficial-General, também estiveram presentes o Presidente Interino da Telecomunicações Brasileiras S.A. (Telebras), Jarbas José Valente; e o Diretor do Clube de Engenharia, Marcio Patusco Lana Lobo.

Reunião contou também com representantes da Telebras e do Clube de Engenharia

Durante a reunião, foram expostas as questões técnicas do SGDC, além da capacidade operacional do satélite, tanto para uso civil quanto militar. De acordo com o engenheiro Marcio Patusco, dados de 2016 apontam que 46% dos municípios brasileiros ainda não são atendidos pelos serviços de banda larga, por isso, existe a necessidade de se discutir políticas públicas que possam suprir essa demanda. “A utilização do satélite é importante, especialmente para levar internet a locais de difícil acesso, onde não existem outras possibilidades de solução, como na região amazônica e no Nordeste. Há necessidade de uma discussão mais profunda com a sociedade sobre os aspectos técnicos e sociais de um programa de governo que efetivamente venha diminuir as diferenças regionais e a exclusão digital em nosso País”, explicou.

Já o presidente interino da Telebras falou sobre a atuação da empresa no setor de satélites, seguindo o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), que orienta sobre a Oferta Pública de Capacidade em Banda Larga para o provimento de acesso para o Governo Federal nas áreas de educação, saúde e segurança, entre outras, além da atuação das concessionárias responsáveis pelo provimento de internet à população brasileira. “O SGDC representa um legado das telecomunicações do Brasil, pois ele cobre 100% do território nacional e é o satélite com maior capacidade que está atuando para o País”, afirmou. Além de falar sobre as aplicações e benefícios do SGDC, Jarbas Valente também abordou os aspectos jurídicos do uso comercial do satélite.

O debate sobre a utilização da banda Ka do SGDC tem levantado algumas questões sobre possibilidade de perda da soberania, no entanto, o Comandante da Aeronáutica enfatizou que este não é um fator de risco para o Brasil. “Nós somos os operadores do satélite, nós temos o controle e a criptografia. Então, o debate de hoje foi bom, esclarecedor, especialmente sobre essa questão, pois não existe perda de soberania na questão da banda larga”, disse o Tenente-Brigadeiro Rossato.

Audiência Pública foi proposta pelo Senador Jorge Viana

Para o Senador Jorge Viana, a presença do Oficial-General foi importante para explicar alguns pontos sobre a utilização do SGDC. “A vinda do Comandante Rossato faz com que exista uma maior compreensão da importância de apoiarmos orçamentos, projetos e programas das Forças Armadas. Estamos trazendo a discussão de algo que é fundamental, é estratégico para o país que não pode seguir atrasado no ponto de vista das telecomunicações. Ficou muito claro na audiência que o Brasil precisa priorizar o uso de satélites não só para a área militar, mas também para a área civil, como uma ação estratégica do ponto de vista da sua própria soberania”, avaliou o Senador.

Saiba mais no vídeo:

Fotos: Sargento Bianca Viol

(CECOMSAER/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>