Comandante da Força Aérea destaca valor da Amazônia para o Brasil

O Comandante da Força Aérea Brasileira (FAB), Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, esteve reunido com membros dos poderes Executivo e Judiciário, além de representantes de órgãos essenciais à Justiça, na manhã de segunda-feira (20/08). O motivo do encontro foi reforçar ao grupo de operadores de Direito, que entre os dias 26 e 28 de julho realizou uma visita institucional às estruturas das Forças Armadas na Região Amazônica, a importância do trabalho realizado no local.

Na visita, o grupo passou pelo Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV), na Serra do Cachimbo (PA); pela Ala 8 e pelo Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), ambos em Manaus (AM); conheceu a 2ª Brigada de Infantaria de Selva e a atuação da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA), ambos em São Gabriel da Cachoeira (AM), e, na mesma cidade, pôde ver como o governo do Estado e o Exército Brasileiro se articulam na manutenção de um hospital. Em Maturacá (AM), além de um Pelotão Especial de Fronteira (PEF), a comitiva também visitou uma aldeia Yanomami.

O Comandante afirmou que as Forças Armadas realizam esse tipo de atividade com o intuito de despertar, na sociedade brasileira, a consciência sobre a importância da Região Amazônica – que representa em torno de 60% de todo o território nacional. Segundo ele, é essencial que porta-vozes da população, como parlamentares, jornalistas e membros dos Poderes, saibam quais são as riquezas da região e os riscos de o Estado não fortalecer sua atuação no local. “Divulguem e nos ajudem a conscientizar a sociedade. Não podemos deixar essa riqueza se esvair entre nossos dedos”, disse o Tenente-Brigadeiro Rossato. Ele também destacou o trabalho da COMARA, que já construiu mais de 150 pistas na região, colaborando com a integração do território, pois algumas áreas são acessíveis apenas por via aérea.

O Subprocurador da Justiça Militar, Edmar Jorge de Almeida, um dos membros da comitiva, disse que as Forças Armadas atuam com empenho, abnegação e perseverança em áreas em que tudo é mais difícil. Ele destacou que a Região Amazônica é muito rica e, por isso, há interesses mundiais em jogo. O Subprocurador afirmou que o grupo retornou da visita confiante em um país melhor. “Imaginava que, após 50 anos de serviço público, não pudesse mais ser surpreendido. Estava enganado”, disse.

As visitas foram viabilizadas pela Assessoria Parlamentar e de Relações Institucionais do Comandante da Aeronáutica (ASPAER) e pelo Gabinete do Comandante do Exército.

Fotos: Sargento Bruno Batista

(CECOMSAER/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>