Comandantes de Força atestam a capacidade operativa do Conjugado Anfíbio

Comandantes de Força atestam a capacidade operativa do Conjugado Anfíbio

As Operações “ADEREX-Anfíbia/Superfície 2021”, realizadas entre os dias 20 e 28 de maio, contribuíram para fortalecer a integração, a cooperação e a sinergia entre o Comando em Chefe da Esquadra (ComemCh) e o Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra (ComFFE). Organizada pelo Comando da 1ª Divisão da Esquadra, a “ADEREX-Anfíbia/Superfície” desenvolveu exercícios anfíbios e ações de superfície que possibilitaram a atuação coordenada entre meios navais, aeronavais e de Fuzileiros Navais, elevando a capacidade operativa das Forças envolvidas.
Durante a comissão, o Comandante em Chefe da Esquadra, Vice-Almirante Claudio Henrique Mello de Almeida, teve a oportunidade de observar, diretamente da Praia de Itaoca (ES), o desembarque anfíbio realizado por mais de 300 militares da Força de Fuzileiros da Esquadra e elementos de Operações Especiais dos Comandos Anfíbios e de Mergulhadores de Combate.
ComemCh e ComFFE observam as manobras
no mar, a partir do NAM “Atlântico”
Da mesma forma, o Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, Vice-Almirante Carlos Chagas Vianna Braga, embarcado em navios da Esquadra, vivenciou a rotina das tripulações e acompanhou adestramentos específicos de caráter naval. Essa troca de experiências entre os Comandantes de Força contribui para o contínuo aprimoramento do conjugado anfíbio, elemento essencial à capacidade expedicionária da Marinha.
(CCSM/FM)
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *