ComOpNav coordena seminário sobre o emprego da Marinha nos Jogos Rio-2016

ComOpNav coordena seminário sobre o emprego da Marinha nos Jogos Rio-2016

O Comando de Operações Navais coordenou a realização do Seminário sobre o Emprego da Marinha nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, com o apoio do Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, nos dias 07 e 08 de novembro, no auditório da Escola de Guerra Naval, no Rio de Janeiro (RJ).

Alte Esq Fernandes realiza o encerramento do seminário
Alte Esq Fernandes realiza o encerramento do seminário

O seminário contou com a presença de diversas autoridades e teve o propósito de permitir a gestão do conhecimento adquirido nesses dois grandes eventos, abordando as lições aprendidas, as dificuldades encontradas, os êxitos alcançados, os legados e o relacionamento com as demais Forças Singulares e os Órgãos de Segurança Pública. O propósito foi compartilhar experiências que servirão de base para o planejamento e a execução de missões similares que, no futuro, possam ser atribuídas à Marinha.

Por ocasião do discurso de abertura, o Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, destacou o reconhecimento internacional e a confiança da sociedade brasileira, em relação ao trabalho desenvolvido pela Força. Além disso, ressaltou o expressivo número de medalhas conquistadas pelos nossos militares, que fazem parte do Programa Olímpico da Marinha (PROLIM).

Durante os dois dias de seminário, os participantes tiveram a oportunidade de assistir, dentre outras, apresentações sobre o PROLIM; a preparação das instalações esportivas da Marinha do Brasil (MB) para receber os atletas brasileiros e estrangeiros; o relacionamento com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e comitês estrangeiros; a preparação do pessoal da Força, de todos os corpos e quadros da Marinha; e a atuação da MB durante os jogos, compreendendo as ações desenvolvidas pela Delegacia de Polícia Judiciária Militar, o trabalho executado pela comunicação social, as ações de inteligência, a defesa cibernética, a defesa nuclear, biológica, química e radiológica, bem como o emprego das forças navais, aeronavais e de fuzileiros navais, integrantes do CDS Copacabana, no Rio de Janeiro, do CDA Salvador, e dos distritos navais onde foram realizadas partidas de futebol.

Ao final da manhã do segundo dia, o Comandante de Operações Navais (CON), Almirante de Esquadra Sergio Roberto Fernandes dos Santos, realizou o encerramento do seminário. “A Marinha se preparou para viabilizar a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos com segurança. Mobilizamos uma parcela significativa do nosso pessoal e dos meios operativos, em prol do cumprimento de mais essa nobre e importante missão que nos foi confiada”, afirmou. O CON destacou, ainda, que o resultado do desempenho da Marinha nos aspectos de defesa nacional, segurança pública e nas ações de inteligência foi extremamente positivo, contribuindo para elevar, ainda mais, a imagem da instituição.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *