Comunidades indígenas de São Gabriel da Cachoeira recebem assistência à saúde, alimentos e medicamentos

Comunidades indígenas de São Gabriel da Cachoeira recebem assistência à saúde, alimentos e medicamentos

Foi instalada em São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, com o apoio da 2ª Brigada de Infantaria de Selva (2ª Bda Inf Sl), uma base de operação interministerial em atenção à população indígena da Região do Alto Rio Negro. É a partir desse local que saem as equipes de saúde das Forças Armadas e os insumos, em direção aos sete Pelotões Especiais de Fronteira (PEF) na região.

A 2ª Bda Inf Sl, situada em São Gabriel da Cachoeira, é uma das brigadas do Exército Brasileiro que se encontra numa das regiões mais estratégicas do território nacional. Debruçado na fronteira com a Colômbia e com a Venezuela, o município abrange área de 294 mil km². De tamanho maior do que o Estado de São Paulo, tem como característica ser o município mais indígena do País: são 45 mil habitantes, sendo que 90% representados por 23 etnias.

Em Macapá, no Amapá, o C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) descarregou mais de 13 toneladas de medicamentos, álcool em gel, alimentos, sabão líquido e materiais da Cruz Vermelha que serão utilizados no combate à Covid-19.

A Marinha do Brasil realizou a descontaminação do 26° e do 29º Batalhões de Polícia Militar do Estado do Pará e da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar do Estado do Pará, respectivamente, em Belém do Pará, dando sequência às atividades de apoio aos órgãos de Segurança Pública para mitigar ao máximo os impactos causados pelo novo coronavírus.

Em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, o 3º Grupo de Artilharia Antiaérea armazenou e distribuiu 2.310 cestas básicas, em apoio à Secretaria de Educação do governo do Estado. A iniciativa atende suprimento de alimentação das escolas estaduais tanto de Caxias do Sul quanto de São Francisco de Paula, ambos na Serra Gaúcha.

Já na Bahia, o Comando Conjunto descontaminou os portos da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), autoridade portuária responsável pela administração e exploração dos portos de Salvador, Aratu-Candeias e Ilhéus. Em 10 de junho, será a vez do Porto de Aratu passar pela descontaminação de suas áreas. De grande importância para a atividade econômica do Estado da Bahia, o Porto de Aratu dá suporte à importação e exportação de produtos em sua estrutura composta por quatro (4) terminais.

Operação COVID-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à COVID-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia que recebeu o nome de Operação COVID-19.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas poderão ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determinará a melhor forma de atendimento.

Por Tenente Vanessa Rosana, com informações dos Comandos Conjuntos.
Fotos: divulgação Forças Armadas

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *