Coordenadores do PROFESP se reúnem com diretor do Departamento do Desporto Militar da Defesa

Brasília, 11/05/2018 – Entre as principais ações e metas para os programas sociais do Ministério da Defesa (MD), o PROFESP (Segundo Tempo-Forças no Esporte) tem como foco a ampliação do número de crianças e adolescentes beneficiados. Coordenadores nacionais das três Forças (Exército, Marinha e Força Aérea) estiveram reunidos com o diretor do Departamento do Desporto Militar da Pasta, general Jorge Antonio Smicelato, na quinta-feira (10), para discutir questões de infraestrutura do programa.

Na abertura da reunião, o secretário de Pessoal, Saúde, Ensino e Desporto do MD, brigadeiro Ricardo Machado Vieira, falou sobre a importância de todos estarem envolvidos com a meta de ampliação. “Precisamos não só motivar os comandantes, mas procurar proporcionar os recursos necessários”, ressaltou.

Cada coordenador pode expor como está o funcionamento do programa pela sua Força. Na Marinha, o PROFESP está em execução por 38 organizações militares, que tem 7.649 beneficiados; o Exército atua com 89 e 9.852 beneficiados; e a Força Aérea, atinge 6.130, com um total de 33 organizações incluídas no programa, com mais de 23 mil crianças atendidas em 97 municípios.

Em comum, as organizações tem o desafio da manutenção das atividades, para que mais jovens tenham a oportunidade de, no contraturno escolar, desenvolver atividades esportivas de diversas modalidades, acompanhadas de uma alimentação saudável e orientação pedagógica adequada.

Para o coordenador nacional da Marinha do Brasil, comandante Pedro Silva, as perspectivas em 2018 são as adesões ao projeto Navegar e a expansão do PROFESP em apoio as Operações de Garantia da Lei e da Ordem no estado do Rio de Janeiro. O PROFESP-NAVEGAR, recentemente lançado, ensina a atividade náutica, compondo tripulações de embarcações como veleiros classe “Optimist”, escaleres, canoas e caiaques.
esta imagem não possui descrição
O general Smicelato, durante a reunião, solicitou aos coordenadores nacionais que levantassem, junto as organizações militares, o que é necessário para melhorar suas infraestruturas e receber mais crianças e adolescentes. A partir daí, o ministério da Defesa continuará a buscar condições de parcerias e recursos para a gestão do programa, já consolidado na Defesa.

Fotos: Alexandre Manfrim/MD

(MD ASCOM/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>