Defesa divulgou as etapas da operação de repatriação de brasileiros

Defesa divulgou as etapas da operação de repatriação de brasileiros

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, reuniu-se com os Ministros da Defesa, Fernando Azevedo, e da Saúde Luíz Henrique Mandetta, sobre a Operação Regresso à Pátria Amada Brasil na manhã de sexta-feira (07). O evento ocorreu na sede do Ministério da Defesa e contou com as presenças de autoridades militares e civis.

esta imagem não possui descrição

Após reunião fechada, os profissionais de imprensa tiveram acesso à sala reservada. O Presidente Bolsonaro parabenizou a todos envolvidos na Operação, inclusive o Governador de Goiás, Ronaldo Caiado, e o Prefeito de Anápolis, Roberto Naves.

Para tranquilizar os brasileiros e dirigindo-se especialmente aos anapolinos, o Presidente Bolsonaro reforçou que: “não existe qualquer risco para terceiros aqui no Brasil”, disse.

Em seguida, os profissionais de imprensa acompanharam exposição acerca das próximas ações a serem realizadas. A exposição foi feita pelo coordenador da Operação no âmbito da Força Aérea, o Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno. Aos presentes, o militar destacou o caráter interagências das atividades, que contam com as participações dos Ministérios da Defesa, da Saúde, das Relações Exteriores e da Anvisa.

O primeiro dado informado à imprensa pelo Brigadeiro Damasceno foi a localização das duas aeronaves VC-2 da Força Aérea, naquele momento. “Quanto ao apoio aéreo, estamos exatamente agora, 10h15, decolando as aeronaves da cidade de Urumqi, que é o último pouso antes da chegada ao destino final, Wuhan. O pouso na cidade que é o epicentro do coranavírus estava estimado para 13h30, horário de Brasília, informou o Brigadeiro.

esta imagem não possui descrição

De acordo com o Oficial General, integrantes do Itamaraty reunirão as pessoas que serão repatriadas, com três horas de antecedência da decolagem da aeronave. Estão previstos embarcar 34 brasileiros incluindo seus parentes, 12 profissionais de saúde da FAB, dois médicos do Ministério da Saúde, dois jornalistas e oito tripulantes.

Ainda segundo o Brigadeiro Damasceno, a partida de Wuhan com destino ao Brasil está sendo estimada para quatro horas após seu pouso na cidade chinesa. Esse é o tempo médio que os aviões dos demais países permanecem em solo para o resgaste de seus cidadãos.

O evento contou ainda com as presenças do Ministro Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos B.Pereira; do Ministro Interino das Relações Exteriores (MRE), Embaixador Otávio Brandelli; do Diretor-Presidente Substituto da Anvisa, Antônio Barra Torres; do Secretário de Assuntos de Soberania Nacional e Cidadania do MRE, Embaixador Fabio Mendes Marzano; do Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Tenente-Brigadeiro do Ar Raul Botelho; do Secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa, Manoel Luiz N. Pafiadache, entre outras autoridades.

Acomodações em Anápolis

O prédio que vai acomodar os brasileiros repatriados recebeu adequações e melhorias. O local possui 38 suítes equipadas com TV, internet, frigobar, ventilador, telefone e ar condicionado.

Conforme coordenação da Operação, caso algum repatriado apresente sintomas do novo coronavírus será conduzido a um setor isolado, persistindo os sintomas, será transportado de helicóptero ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília (DF), local onde serão aplicados os protocolos indicados para situação.

Fotos: Igor Soares/MD

Por Lane Barreto

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *