Defesa emprega helicópteros e C-130 Hércules em apoio a combate a incêndio na Serra da Mantiqueira

Defesa emprega helicópteros e C-130 Hércules em apoio a combate a incêndio na Serra da Mantiqueira

O Ministério da Defesa acionou as Forças Armadas para que empregassem aeronaves e militares em apoio a brigadistas que combatem incêndio florestal na região da Serra Fina, Área de Proteção Ambiental da Serra da Mantiqueira. A solicitação foi encaminhada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), no sábado (18).

O uso de aviões e helicópteros de maior potência operacional é essencial devido às grandes altitudes da região, cerca de 2,7 mil metros acima do nível do mar e que se estende por três estados: São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Assim, a partir deste domingo (19), as Forças Armadas disponibilizaram aeronaves para o transporte de brigadistas até os pontos de combate, tanto para chegarem até o local quanto na retirada deles ao fim do turno de trabalho.

Estão envolvidos na missão helicópteros da Marinha e do Exército, e um avião C-130 Hércules, da Força Aérea, equipado com o Sistema Aéreo Modular de Combate a Incêndio, o Modular Airborne Fire Fighting System (MAFFS). De acordo com o Coordenador de Prevenção e Combate a Incêndios do ICMBio, João Morita, o apoio das Forças de Defesa “tem sido primordial para melhor efetividade das ações”.

Além do ICMBio, diversas instituições dos estados de São Paulo e Minas Gerais atuam na operação, com o emprego de brigadistas e aeronaves. O incêndio teve início na quinta-feira (16). Até o momento, foram atingidas as vertentes paulistas e mineiras. Há a possibilidade de chegar em área no território do Rio de Janeiro. Porém, o Coordenador Morita avalia que as chamas estão quase controladas.

Por Adriana Fortes e Margareth Lourenço
Fotos: divulgação Forças Armadas

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *