Desinfecção previne e elimina possíveis focos do novo coronavírus

Desinfecção previne e elimina possíveis focos do novo coronavírus

O 17° Batalhão de Fronteira descontaminou a Agência Municipal de Trânsito e Transporte de Corumbá, Mato Grosso do Sul, para prevenir e eliminar possíveis focos do novo coronavírus. Nesse mesmo sentido, militares do Comando de Fronteira Jauru e do 66º Batalhão de Infantaria Motorizado enviaram equipes para desinfecção do Lar das Servas de Maria em Cáceres, Mato Grosso, deixando a instituição mais segura. Em outra frente contra a Covid-19, militares habilitados em resposta Nuclear, Biológica, Química e Radiológica do 3º Distrito Naval higienizaram o Tribunal Regional do Trabalho de Goianinha e de Currais Novos, Rio Grande do Norte.

Ação social
Na campanha de combate à pandemia, mais de 1,4 mil máscaras de proteção individual, cerca de 2,8 mil cestas básicas e 1,4 mil kits de higiene foram entregues durante ações da Campanha Solidarize-se em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. No Nordeste, militares apoiam ações preventivas e de contenção da Covid-19 em órgãos da saúde e segurança pública, com recursos operacionais e logísticos. Em Pernambuco, com apoio de empresários, foram distribuídas 92.654 cestas com gêneros alimentícios, roupas e kits de higiene. Em outra frente de atuação, o 18° Batalhão de Transporte auxiliou a Fundação Nacional do Índio na entrega de cestas básicas da Companhia Nacional de Abastecimento para famílias indígenas do interior do Mato Grosso do Sul.

Operação COVID-19
O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à COVID-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia que recebeu o nome de Operação COVID-19.

Divulgao-768x76.jpg

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas poderão ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determinará a melhor forma de atendimento.

Por Tenente Ederson, com informações dos Comandos Conjuntos.
Fotos: divulgação Forças Armadas

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *