Warning: mysqli_set_charset(): Error executing query in /var/www/html/folhamilitaronline.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 792

Dia da Infantaria da Aeronáutica

Assista ao videoclipe da Canção da Infantaria da Aeronáutica

Assista ao videoclipe da Canção da Infantaria da Aeronáutica, com imagens de missões reais e treinamentos.

É possível conhecer mais do trabalho dos militares da FAB que atuam na segurança e defesa de instalações e tropas, em missões de paz, em resgates, em ações de Garantia da Lei e da Ordem, entre outras áreas.

O vídeo foi produzido em comemoração ao Dia da Infantaria da Aeronáutica, celebrado em 11 de dezembro.

Confira também a página especial sobre a Infantaria da Aeronáutica.

Ordem do Dia

Infantaria da Aeronáutica, nobre Quadro do gládio alado e dos fuzis, “salvaguarda da Aviação”, “serás sempre altaneira”.

Hoje, 11 de dezembro de 2017, comemoramos o Dia da Infantaria da Aeronáutica, fazendo alusão aos sessenta e seis anos da criação das seis primeiras Companhias de Infantaria de Guarda, em Belém, Fortaleza, Natal, Recife, Salvador e Galeão. Sua missão atribuída era “assegurar a guarda, a vigilância e a defesa imediata das bases aéreas, aeródromos, campos de pouso e estabelecimentos da Aeronáutica”.

Hoje, a concepção operacional da Infantaria da Aeronáutica, idealizada pelo Comando de Preparo, lhe atrela a quatro áreas de atuação: a Segurança e Defesa, a Defesa Aeroespacial, as Operações Especiais e a Busca e Salvamento, dentro das quais estão dispostas as Ações de Força Aérea de Ação Direta, Autodefesa de Superfície, Busca e Salvamento, Busca e Salvamento em Combate, Contraterrorismo, Defesa Antiaérea, Guiamento Aéreo Avançado, Polícia da Aeronáutica, Segurança das Instalações e Reconhecimento Especial.

A Infantaria da Aeronáutica abarca muito mais que só o Quadro de Oficiais de Infantaria, inclui, também, a Especialidade de Guarda Segurança dos Quadros de Oficiais Especialistas da Aeronáutica, de Suboficiais e Sargentos, de Cabos e de Soldados, bem como militares de outros Quadros e Especialidades, que ombreiem os Infantes nas Unidades da tropa terrestre da Força Aérea.

A FAB está em plena Reestruturação, com foco na garantia de um processo de melhora contínua e um aumento da efetividade dos seus recursos. A Infantaria da Aeronáutica acompanha a manobra do “líder da esquadrilha”. O trabalho de concentração de meios já foi iniciado nos anos 2000, com a criação dos Batalhões de Infantaria da Aeronáutica Especiais, os BINFAE, quando as diversas Unidades de Infantaria de uma mesma Guarnição de Aeronáutica foram transformadas em uma só, reunindo o acervo de pessoal, equipamentos e instalações das Unidades de origem e ganhando maior sinergia e melhor comando e controle. Agora, a tarefa é remodelar as estruturas organizacionais, tornando-as mais leves, efetivas e afins com a Força Aérea, bem como mapear e melhorar os processos correlacionados, aplicando-lhes novas tecnologias, táticas, técnicas e procedimentos.

Após treze anos, as Forças Armadas brasileiras encerram sua participação na Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti – MINUSTAH. Em dez dos vinte e seis Contingentes brasileiros, a Força Aérea Brasileira esteve representada por um Pelotão de Infantaria da Aeronáutica e oficiais de estado-maior. Cabe ressaltar que os Pelotões da FAB foram elogiados pelos comandantes dos Batalhões de Infantaria de Força de Paz brasileiros, citando-os como referência de prontidão e desempenho.

Ainda, como marcos operacionais, é justo aludir-se à excelente participação de diversas Unidades de Infantaria, nas Operações de Garantia da Lei e da Ordem Potiguar, Capixaba, Carioca e Furacão, nas Operações de Garantia da Votação e da Apuração do primeiro e do segundo turno das eleições suplementares do Estado do Amazonas, nas Operações Varredura no sistema penitenciário brasileiro e na Operação Ostium da Força Aérea Brasileira.

A participação de frações de emprego de Infantaria da Aeronáutica em missões de Paz, de GLO e outras congêneres, além dos legados tangíveis e intangíveis, projeta a imagem da Força no cenário nacional e internacional. Assim, é imprescindível que a Força Aérea mantenha a sua tropa terrestre adequadamente aprestada para um pronto-emprego em situações de normalidade, crise ou conflito armado.

Neste ano, ainda, cabe ressaltar o vigésimo aniversário da Companhia de Artilharia Antiaérea de Autodefesa de Canoas, estrutura precursora da Defesa Antiaérea na Força, e a participação do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (PARASAR) na campanha de certificação para lançamento aeroterrestre de pessoal do KC-390.

Nobres combatentes terrestres de ontem, de hoje e de sempre, tenham certeza que o esforço despendido por cada um de vocês ao longo da história, lançou e lança alicerces nos quais se assentam as bases de uma Infantaria, a cada dia, mais bem equipada, treinada, especializada e focada na missão que lhe é atribuída pela Força Aérea.

Parabéns Infantaria da Aeronáutica, parabéns Força Aérea Brasileira.

CONTROLAR, DEFENDER E INTEGRAR.

Ten Brig Ar ANTONIO CARLOS EGITO DO AMARAL
Comandante de Preparo

 Foto: Sgt Johnson/CECOMSAER

(CECOMSAER/FM)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *