Dia do Exército Brasileiro – 19 de abril

Dia do Exército Brasileiro – 19 de abril

Celebra-se, neste dia, 373 anos do EXÉRCITO BRASILEIRO, cuja origem remete à 1ª Batalha dos Guararapes, ocorrida em abril de 1648. Aquela vitória heroica sobre o inimigo estrangeiro foi o prelúdio da construção da identidade do Brasil como Nação soberana, gerada sob a cláusula imortal de que esta terra deveria pertencer somente aos brasileiros. Nascia, então, o sentimento de patriotismo capaz de irmanar, em torno do ideal comum, raças, línguas e credos, contra um invasor muito mais poderoso.

Os exemplos de coragem e bravura, demonstrados por Vidal de Negreiros, Felipe Camarão, Henrique Dias, Fernandes Vieira, Antônio Dias Cardoso e por outros tantos heróis anônimos, têm sido o farol dos Soldados Brasileiros que, por seus feitos ao longo da História, conferiram à Nação Brasileira a ventura de possuir um EXÉRCITO invicto nos campos de batalha. Tamanho legado de glória e compromisso, impulsiona e inspira a preservação do solene juramento de defender a integridade do território e da soberania nacionais, se preciso for, com o sacrifício da própria vida.

Longe das flores de retórica, mas revisitando a História dos fatos, não aquela carregada dos vieses da conveniência, foram muitos os episódios em que o EXÉRCITO DE CAXIAS esteve presente e exerceu papel fundamental para que os interesses da Nação e do Povo Brasileiro fossem resguardados.

O EXÉRCITO BRASILEIRO participou da luta pela Independência e do processo de pacificação interna, preservando a grandiosidade do território e a coesão nacional nas Revoluções Farroupilha, Sabinada e Balaiada, nas Revoltas Liberais, no Contestado, em Canudos etc. No Segundo Império, combateu na Tríplice Aliança. Na primeira metade do século XX, lutou nas duas Grandes Guerras contra regimes ditatoriais que ameaçavam a liberdade e a autodeterminação dos povos. Mais tarde, convocado pela sociedade, ajudou a afastar o perigo comunista que ameaçava a nossa liberdade e a democracia. Além disso, ajudou a cultivar a Paz em mais de cinquenta países com Observadores Militares e com tropas de capacetes azuis, sob a égide da Organização das Nações Unidas (ONU) e dos Organismos Regionais, conquistando o reconhecimento internacional pela capacidade e pelo profissionalismo.

Presente em todos os rincões do Brasil, o EXÉRCITO tem como maior ativo seus homens e suas mulheres que, ombreados sem qualquer distinção de raça, credo ou condição social, representam um retrato fiel do povo brasileiro e, com a mesma energia e com os mesmos valores de nossos antepassados, lutam, sem temor, frente às contendas da atualidade.

Nesse sentido, destacam-se as Operações de Garantia da Lei e da Ordem; o combate aos ilícitos transfronteiriços e ambientais, como nas Operações Ágatas e Verde Brasil I e II; o acolhimento de irmãos estrangeiros no estado de Roraima, integrando a Força-Tarefa de Ajuda Humanitária; a distribuição de água no semiárido nordestino a mais de 2 milhões de brasileiros afetados pelo flagelo da seca, executando a Operação Pipa; e o desenvolvimento e a manutenção da infraestrutura nacional, além do socorro aos atingidos por calamidades, dentre outras tantas missões subsidiárias que lhe são atribuídas.

No maior desafio experimentado por esta geração, o combate à pandemia da covid-19, ao lado das Forças coirmãs, sob a coordenação do Ministério da Defesa e contribuindo para com o esforço do Governo Federal, o EXÉRCITO atua, não somente com competentes profissionais de saúde, como também com a desinfecção de instalações, doação de sangue para a recomposição dos estoques em hospitais, distribuição de alimentos, medicamentos, imunizantes, equipamentos e oxigênio. Nossos militares socorrem, também, as localidades de difícil acesso e as comunidades indígenas onde os bravos soldados, na maioria das vezes, são os únicos a assistirem àqueles brasileiros. Esta simbiose histórica entre a Força Terrestre e o Povo Brasileiro é fator preponderante para que a sociedade mantenha a elevada confiança no BRAÇO FORTE e na MÃO AMIGA de seu EXÉRCITO.

Na fiel observância dos preceitos constitucionais, regido pelos princípios da ética, da probidade, da legalidade, da transparência e da imparcialidade, conectado no tempo e no espaço, e aos genuínos anseios do Povo Brasileiro, o EXÉRCITO sempre se fará presente, moderno, dotado de meios adequados e profissionais altamente preparados, forjando capacidades militares que superem os desafios do século XXI e possam respaldar as decisões soberanas do nosso Brasil.

19 de abril: gênese do EXÉRCITO e da Nacionalidade Brasileira. Nesta data, renova-se o compromisso da Instituição de Estado secular, de integral devotamento à Pátria e da justa e perfeita identificação com os ideais do Povo Brasileiro. Inspirado em Guararapes, o EXÉRCITO DE CAXIAS manterá acesa a feérica chama do patriotismo, do sentimento do dever, da probidade e da lealdade ao Brasil e à Constituição.

BRASIL ACIMA DE TUDO!

General de Exército Edson Leal Pujol
Comandante do Exército

.: Versão em pdf para impressão.                                       

Fonte: Centro de Comunicação Social do Exército
(CCOMSEX/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *