Dia Internacional dos Mantenedores da Paz é comemorado no Rio de Janeiro

No dia 29 de maio, foi realizada a Cerimônia alusiva ao Dia Internacional dos Mantenedores da Paz das Nações Unidas, no Comando da Tropa de Reforço (ComTrRef), em São Gonçalo-RJ.

A solenidade foi presidida pelo Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Leonardo Puntel, e contou com autoridades militares e civis, entre elas o ex-Ministro da Marinha Almirante de Esquadra Mauro César Rodrigues Pereira, bem como militares da ativa e da reserva que participaram de Missões de Paz e os destacamentos representativos do Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra, do Comando em Chefe da Esquadra e do Comando do 1º Distrito Naval, além de membros da Associação de Veteranos do Corpo de Fuzileiros Navais.

Durante o evento, foram lidas as Ordens do Dia do Ministro da Defesa e do Comandante de Operações Navais. Após a leitura, houve uma aposição de coroa de flores, em reverência aos brasileiros mortos em missões de paz da Organização das Nações Unidas (ONU). A solenidade foi encerrada com um desfile militar em continência ao Comandante de Operações Navais.

A designação do dia 29 de maio como o Dia dos Mantenedores da Paz decorre do cessar-fogo da primeira guerra entre árabes e israelenses, no contexto da independência de Israel, em 1948, quando o Conselho de Segurança da ONU autorizou o estabelecimento da primeira Operação de Manutenção da Paz. Nessa data, homens e mulheres que participaram ou ainda participam de operações de paz são homenageados, especialmente aqueles que perderam a vida nas missões.

O Brasil participa do Sistema de Prontidão de Capacidades de Manutenção de Paz da ONU – UNPCRS (United Nations Capability Readiness System) como um País Contribuinte com Tropa (Troop Contributing Country – TCC). A participação poderá ocorrer por meio do envio de Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais, na constituição de Hospitais de Campanha Tipo II/Unidade Médica Nível II, com o envio de observadores militares e oficiais de Estado-Maior, de equipes móveis de treinamento em cursos internacionais e com a participação de meios navais e aeronavais.

Os militares da Marinha do Brasil atuaram em diversas missões de Paz ao longo dos anos, como o Destacamento Brasileiro da Força Interamericana de Paz na República Dominicana, a Missão de Verificação das Nações Unidas em Angola e a Missão das Nações Unidas para Estabilização no Haiti. Atualmente, no Mar Mediterrâneo, a Marinha do Brasil comanda a Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM-UNIFIL).

A UNIFIL, criada em 1978, é a única Missão de Paz da ONU que conta com um componente naval. A FTM, criada em 15 de outubro de 2006, por solicitação do governo libanês e sob o mandato da Resolução 1701 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, tem como missão realizar operações com o intuito de auxiliar na prevenção de entrada de armas não autorizadas e materiais ilegais nos portos do Líbano e conduzir o treinamento e o desenvolvimento profissional do pessoal da Lebanese Armed Forces–Navy. Desde 2011, a Marinha do Brasil é responsável por comandar o FTM, que conta também com navios da Alemanha, Bangladesh, Indonésia, Grécia e Turquia.

(CCSM/FM)

 
Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>