Diretor de Obras Civis da Marinha e Secretário da CIRM inspecionam obra da EACF

Diretor de Obras Civis da Marinha e Secretário da CIRM inspecionam obra da EACF

O Diretor de Obras Civis da Marinha, Contra-Almirante Flávio Macedo Brasil, e o Secretário da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (CIRM), Contra-Almirante Renato Batista de Melo, acompanhados de representantes da Empresa China National Eletronics Imp. & Exp. Corporation, estiveram na Antártica, entre os dias 05 e 11 de março, para inspecionar o andamento da obra de reconstrução da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF).

Visita à EACF
Visita à EACF

Dadas as condições atípicas do local e a necessidade de redução do tempo de execução da obra, o projeto da reconstrução da EACF foi elaborado considerando o princípio da pré-fabricação. Assim, os elementos de aço e concreto pré-moldado, necessários para a implantação das fundações, foram fabricados na China e transportados para Antártica.

Após a chegada do navio chinês Yong Sheng, que suspendeu de Xangai em 2 de novembro de 2016, com 17 mil toneladas de materiais, foi dado o início aos trabalhos de campo, em dezembro de 2016, com a montagem dos alojamentos e da plataforma para o desembarque de materiais. O passo seguinte foi a realização dos serviços necessários para a implantação das fundações do prédio principal da EACF. Além disso, foram feitas perfurações no solo para a instalação de equipamentos para o monitoramento geotécnico e construído, também, um abrigo provisório para as viaturas. Essa fase foi finalizada em 6 de março.

Segundo o Secretário da CIRM, a conclusão dessa etapa foi um importante passo para que seja possível a realização dos serviços de montagem da superestrutura – composta por pilares, treliças e módulos habitáveis – a partir de outubro deste ano.

Vista aérea do canteiro da obra
Vista aérea do canteiro da obra

A fabricação das peças que comporão a fase final de montagem da estação ocorrerá na China, entre os meses de março e setembro deste ano, onde os engenheiros da Marinha do Brasil, responsáveis pela fiscalização da obra, acompanharão todo o processo.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *