Diretoria de Hidrografia e Navegação participa da Conferência virtual da Comissão Hidrográfica para a Antártica

Diretoria de Hidrografia e Navegação participa da Conferência virtual da Comissão Hidrográfica para a Antártica

A Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN), na condição de Serviço Hidrográfico Brasileiro, participou virtualmente, no dia 14 de junho, da 17ª Conferência da Comissão Hidrográfica Regional para a Antártica (HCA).
O Brasil integra a HCA como membro pleno pelo fato de ter aderido ao Tratado da Antártica. Mesmo antes do estabelecimento da HCA, o Brasil realizou levantamentos hidrográficos na Ilha do Rei George e nas proximidades da Ilha Elefante que culminaram na elaboração de cartas náuticas nessa região. O ex-Navio de Apoio Oceanográfico (NApOc) “Barão de Teffé” foi pioneiro na atuação da Hidrografia Brasileira na Antártica. Atualmente, o NApOc “Ary Rongel” e o Navio Polar “Almirante Maximiano” prestam uma contribuição à comunidade marítima internacional que atua na região Antártica. O Brasil produziu e mantém atualizadas 6 Cartas Náuticas em Papel e 5 Cartas Náuticas Eletrônicas, que se encontram estabelecidas no III Plano Cartográfico Náutico Brasileiro. Ainda resta a produção de 2 Cartas Náuticas em Papel e suas respectivas Cartas Náuticas Eletrônicas que cobrem as Ilhas Shetlands do Sul.
Na reunião da HCA, foram discutidas a participação da Organização Hidrográfica Internacional na 43ª Reunião Consultiva do Tratado da Antártica (ATCM XLIII), que ocorre de 14 a 24 de junho, a atualização do plano de levantamentos hidrográficos, bem como a situação da produção cartográfica nessa região. Ressalta-se a aprovação pelos países membros do Tratado da Antártica nas ATCM de 2008, 2014 e 2019 de resoluções em apoio à realização de levantamentos hidrográficos e à produção e atualização cartográfica em águas antárticas, em prol da segurança da navegação.
A DHN ainda participa de outras duas Comissões Hidrográficas Regionais: para o Atlântico Sudoeste, com os serviços hidrográficos da Argentina e do Uruguai, e para a Meso América e o Mar do Caribe que conta com a participação de representantes de serviços hidrográficos nacionais de grande relevância, como é o caso da França, dos EUA, da Holanda e do Reino Unido, e é presidida pelo Diretor de Hidrografia e Navegação.
(CCSM/FM)
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *