Diretoria de Hidrografia e Navegação comemora o Dia do Hidrógrafo

Diretoria de Hidrografia e Navegação comemora o Dia do Hidrógrafo

A Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) realizou, no dia 26 de setembro, a tradicional Cerimônia do Dia do Hidrógrafo, celebrando, na oportunidade, o Centenário da Ilha Fiscal como Sede Histórica da Hidrografia Brasileira. O evento é normalmente realizado, no dia 28 de setembro, em comemoração ao nascimento do Capitão-de-Fragata Manoel Antonio Vital de Oliveira, Patrono da Hidrografia Brasileira, e realizador da primeira campanha hidrográfica de grande envergadura em águas nacionais.

Tradicional foto dos Hidrógrafos e Hidrógrafos Honorários
Tradicional foto dos Hidrógrafos e Hidrógrafos Honorários

Presidida pelo Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto, a cerimônia contou com a presença de ex-Ministros e Comandantes da Marinha, Oficiais-Generais, ex-Diretores da DHN e membros da Comunidade Científica e Acadêmica. Na ocasião, foi realizada uma missa em ação de graças.

Durante o evento, foram entregues 26 títulos de Hidrógrafos Honorários, em reconhecimento a militares e civis, não hidrógrafos, que dedicaram parcela considerável de suas atividades ou contribuíram de forma marcante para o desenvolvimento e prestígio da Hidrografia Brasileira.

O Diretor de Hidrografia e Navegação, Vice-Almirante Antonio Reginaldo Pontes Lima Junior, em sua Ordem do Dia, mencionou a importância do trecho da Carta de Pero Vaz de Caminha em que “registra a primeira atividade hidrográfica em águas brasileiras, em seu elemento essencial, o conhecimento da profundidade”.

Após a entrega dos títulos de Hidrógrafo Honorário, os presentes participaram do lançamento, pelo Comandante da Marinha, dos livros “Em Busca do Consenso” de autoria do Almirante-de-Esquadra (Refº) Airton Ronaldo Longo e a “História da Hidrografia no Brasil – Volume 1, A era do prumo de mão” de autoria do Vice-Almirante (Refº) Hélio Lêoncio Martins e do Contra-Almirante (Refº) Paulo Cezar de Aguiar Adrião. Em seguida, houve o lançamento do Selo Personalizado “100 anos da Ilha Fiscal como Sede Histórica da Diretoria de Hidrografia e Navegação”, que circulará nas peças filatélicas e correspondências, propagando e perpetuando o tema lançado; o descerramento da Placa Comemorativa do Centenário da Ilha Fiscal como Sede Histórica da DHN; e os lançamentos dos Anais Hidrográficos de 2013, da Carta Náutica nº 305 (da Ilha do Capim à Ilha da Conceição, no Rio Pará, na área da foz do Rio Tocantins), em formato raster e em papel, e da Carta Náutica Eletrônica BR221030 (de Fortaleza a Natal).

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *