Em estados no Norte, militares aplicaram 100 mil doses de vacinas

Em estados no Norte, militares aplicaram 100 mil doses de vacinas

O dia 20 de julho foi um marco para os militares do Comando Conjunto Norte, formado pelo Comando Militar do Norte, 4º Distrito Naval e Comando Aéreo Norte. Na terça-feira, eles atingiram a marca de 100 mil doses de vacinas aplicadas contra a Covid-19, nos estados do Pará, Amapá e Maranhão.

Esses militares atuam na vacinação em apoio às Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, por meio da montagem e operação de postos de vacinação. Dessa forma, têm contribuído para a imunização da população da Amazônia Oriental.

1.jpeg
Uma das doses foi aplicada na advogada Iellen Moraes. “É um momento histórico. É um momento ímpar”, celebrou a profissional. Ela ainda parabenizou os militares. “Vocês estão de parabéns pela organização, pelo atendimento e pela atenção que estão dando”, enfatizou Iellen, ao receber a vacina na capital maranhense, no estacionamento da Universidade CEUMA.

Postos de vacinação
“Desde o início do apoio ao plano nacional de imunização, representantes do Comando Militar do Norte fizeram gestões junto aos governos dos três estados para colocar à disposição nossa estrutura. São cerca de 16 mil militares empenhados para fortalecer a capacidade de postos de vacinação, para acelerar a imunização”, destacou o Subcomandante da Operação Covid-19, General de Divisão Maurílio Miranda Netto Ribeiro.

Atualmente, os militares das três Forças Armadas atuam, conjuntamente, em quatro postos de vacinação no município de Belém, um em São Luís e outro em Macapá. Os militares desse Comando Conjunto também atuaram em outros locais de vacinação, de acordo com as demandas das Secretarias Municipais de Saúde.

O apoio à vacinação segue o contexto da Operação Covid-19, que coordena as atividades das Forças Armadas no combate à epidemia causada pelo novo coronavírus, em apoio a órgãos e agências de saúde municipais, estaduais e federais.

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *