Engenheiros Navais se formam pela Universidade de São Paulo

Engenheiros Navais se formam pela Universidade de São Paulo

Em 8 de janeiro, foi realizada, na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EPUSP), a cerimônia de formatura de três Oficiais-Alunos do curso de Graduação em Engenharia Naval, com as presenças do Vice-Almirante (EN) Francisco Roberto Portella Deiana, Diretor de Engenharia Naval; do Vice-Almirante Wilson Pereira de Lima Filho, Comandante do 8º Distrito Naval; e da Professora Drª. Liedi Legi Bariani Bernucci, Vice-Diretora da EPUSP. Os formandos, Capitão-Tenente Marcelo de Oliveira Predes, Capitão-Tenente Allan Bessa Susini Ribeiro e Capitão-Tenente Thiago Sá dos Reis, em breve serão transferidos para o Corpo de Engenheiros da Marinha, prontos para contribuir para o desenvolvimento dos principais projetos estratégicos da Marinha do Brasil.

CT Predes recebe cumprimentos da Profª. Drª. Liedi Legi Bariani Bernucci, Vice-Diretora da EPUSP, na presença do Diretor de Engenharia Naval
CT Predes recebe cumprimentos da Profª. Drª. Liedi Legi Bariani Bernucci, Vice-Diretora da EPUSP, na presença do Diretor de Engenharia Naval

A formação dos oficiais foi realizada conforme previsto no convênio que a Marinha celebra com a Universidade, ininterruptamente, desde 1956, para apoio recíproco nas áreas acadêmica, científica e tecnológica, sendo esse instrumento responsável pela criação e estabelecimento do primeiro curso de Engenharia Naval do País, ainda na segunda metade da década de 1950.

A EPUSP, atualmente com 120 anos de tradição, sempre se destacou pela excelência dos seus cursos de engenharia, os quais são reconhecidos tanto no Brasil quanto no exterior. O convênio celebrado possibilitou à Marinha dispor de profissionais que viabilizaram o desenvolvimento de inúmeros projetos de construção e obtenção de meios navais, incluindo o apoio logístico e a nacionalização de itens estratégicos.

Ainda graças a esses profissionais, a Marinha desenvolve projetos audaciosos, como a construção de navios e submarinos, cuja tecnologia lançará o País a outro patamar de desenvolvimento, compatível com as principais potências mundiais.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *