Escola de Aprendizes-Marinheiros promove debates de prevenção ao uso de drogas

Escola de Aprendizes-Marinheiros promove debates de prevenção ao uso de drogas

Brasília, 19/10/2015 – A Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina (EAMSC) desenvolve um projeto inédito de prevenção à dependência química.  Chamado de “Navegando com a Assistência Integrada”, o programa visa desestimular o uso inicial de álcool, cigarro e outras drogas lícitas e ilícitas entre os alunos e recrutas em formação na EAMSC.

Desde agosto, o projeto atende 580 jovens da EAMSC, entre 18 e 22 anos.
Desde agosto, o projeto atende 580 jovens da EAMSC, entre 18 e 22 anos.

A iniciativa partiu da Procuradoria de Justiça Militar em Curitiba e foi acolhida pela Escola da Marinha do Brasil, em Florianópolis (SC). São realizadas palestras sobre os efeitos físico-químicos de substâncias tóxicas, esclarecimentos jurídicos e o testemunho de pessoas que estiveram envolvidas com drogas, passaram por problemas familiares e sociais, mas que alcançaram a superação.

Desde agosto, o projeto atende 580 jovens da EAMSC, entre 18 e 22 anos. As palestras estão programadas para acontecer até novembro, com o apoio da organização não governamental Vida Limpa. Já foram realizados 12 encontros, restando apenas dois pelotões para finalizar as atividades em 2015.

Para o aluno Gabriel Alexandre Santos da Silva, do 3º Pelotão do Curso de Formação para Marinheiros, o projeto é muito interessante, pois “ele incentiva as pessoas a não utilizarem drogas, pois aborda os malefícios que as mesmas causam, bem como a experiência pessoal de um ex-usuário”, comenta.

O comandante da EAMSC, Ricardo Lhamas Guastini, considera que a iniciativa é primordial para orientar os alunos e os recrutas e serve, ainda, para tratar a questão de uma forma mais ampla e para abordá-la holisticamente, dentro da realidade atual e dando os instrumentos para os jovens militares se prevenirem.

O diferencial do modelo adotado na Escola, em relação às instruções realizadas pelas demais unidades militares, é a abordagem humanista, com foco no indivíduo e seu contexto sociocultural, buscando a prevenção.

Foto: Divulgação/MB

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *