EsEFEx forma a primeira monitora de Educação Física do Exército

Rio de Janeiro (RJ) – Força, serenidade e determinação são características facilmente percebidas por quem conversa com a Segundo-Sargento de Saúde Jéssica Gonçalves Pinheiro. A militar é integrante da Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx) e foi a primeira mulher a participar do Curso de Monitor de Educação Física no início deste ano, juntamente com mais 34 sargentos, tornando-se a primeira “calção preto” do segmento feminino do Exército.

primeira monitora 3

Sua participação foi um laboratório para a adequação dos índices à fisiologia feminina, devido ao ingresso do segmento feminino na linha bélica de ensino do Exército Brasileiro a partir de 2017. A formação da mulher como oficial combatente será iniciada na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas (SP), e será concluída na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende (RJ). O preparo da mulher como sargento combatente será iniciado em organização militar de corpo de tropa, em Juiz de Fora (MG), e concluído na Escola de Sargentos de Logística, no Rio de Janeiro.

O Instrutor-Chefe da Divisão de Ensino da EsEFEx, Major Gerken, explicou que a participação da Sargento no curso surgiu devido a uma necessidade do Exército e da Escola. “A inclusão da mulher ocorreu para que pudéssemos mapear as necessidades e adequar a Escola e, claro, o Exército, a essa nova realidade. E a Sgt Jéssica correspondeu muito bem às expectativas, sendo a 8ª colocada no curso, sempre se destacando nas atividades”, ressaltou.

Para o Chefe da Seção Técnica de Ensino da EsEFEx, Major Laércio, esse laboratório serviu para que os índices femininos fossem avaliados e, depois de estudos complementares, para que sejam implantados. “Durante o curso, avaliamos até que ponto os índices propostos pela Escola, em parceria com o Instituto de Pesquisa da Capacitação do Exército, estavam adequados ao segmento feminino. Agora estamos computando os dados que colhemos para fazer uma proposta definitiva”, concluiu.

Ao longo do curso, a Sargento se destacou, obtendo índices significativos em várias modalidades esportivas, como Pista de Pentatlo Militar, basquete, futebol, vôlei, orientação, tiro e lutas, demonstrando o excelente preparo e cumprindo todas as exigências práticas de um “calção preto”, como são chamados, na Força Terrestre, os instrutores e monitores de Educação Física. Ao término, ainda recebeu o destaque em Métodos de Educação Física, que é oferecido ao militar que obtém a maior nota nessa disciplina.

primeira monitora 1

“Para mim foi uma questão de superação, pois, fazer o curso com 34 homens, sem nenhuma mulher como referência, e sabendo que eu abriria portas para outras mulheres, foi uma honra, mas também uma responsabilidade muito grande”, resumiu a Sargento.

Agora de volta ao seu ambiente de trabalho, a Sgt Jéssica vai aplicar tudo o que aprendeu durante os cinco meses de curso. “O objetivo da saúde pode ser dividido em três: a promoção da saúde, a prevenção das doenças e a recuperação. E a Educação Física faz exatamente esse papel. Agora retorno para minha função, integrando Saúde e Educação Física e promovendo a saúde dos nossos militares”, explicou.

(CCOMSEX/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>